PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Angélica diz que viu que 'coisas simples importam' durante a pandemia

Angélica - Reprodução / Instagram
Angélica Imagem: Reprodução / Instagram
do UOL

Do UOL, em São Paulo

20/09/2020 11h35

Prestes a voltar à televisão depois de dois anos, Angélica conseguiu aproveitar a quarentena causada pela pandemia do novo coronavírus para refletir sobre a vida. Ao lado da família, a apresentadora de 46 anos entendeu que as "coisas simples importam."

"Às vezes a gente não enxerga como a felicidade está nas coisas simples. Isso na pandemia a gente viu muito. As coisas simples importam. Nossa, a gargalhada da minha filha é um negócio! Ou minha mãe na horta: a vejo plantando e parece que estou vendo ouro em pó. Deitar na cama para conversar com meu marido no final do dia também me dá uma alegria de ter uma parceria. Meus cachorros me dão muita felicidade. Meu momento mais feliz foi quando tive os meus filhos: a amamentação para mim era a felicidade pura. Simples assim", disse Angélica em entrevista ao O Globo.

Sobre o aumento do convívio diário com o marido, Luciano Huck, ela falou que não enfrentou problemas.

"Sei que muitos casais se estressaram. Eu e Luciano adoramos essa convivência intensa. Porque teve espaço e rotina para cada um dentro de casa. Ele 'saía' para trabalhar às 8h, eu só o via no almoço e depois às 18h. Eu ficava na função com as crianças. E a gente tinha um espaço para namorar à noite, para conversar sobre o dia. Solidificou ainda mais. A gente percebeu que pode viver muitas pandemias juntos", considerou.

Feminismo

Mãe de Joaquim, Benício e Eva, Angélica percebe que alguns "vícios" são passados diretamente para a filha. Mas a apresentadora não se culpa por isso e busca aprender com as situações diárias.

"Me peguei um tempo atrás falando: 'Eva, fecha a perna, tá aparecendo a calcinha'. Menino senta assim, nem aí, e ela é uma criança de 6 anos, senta assim também. Ao mesmo tempo você tem que educar para não desrespeitar os outros. É uma linha tênue. Porque o 'fecha a perna' está comprovado que é um trauma. A gente tem que adaptar o falar. Eu me pego às vezes errando nas palavras, depois vou lá e corrijo. Está enraizado. Não julgo e não me culpo quando erro nesse sentido", disse.

Falando ainda sobre maturidade e sobre ser mulher, Angélica relembrou a repercussão que uma fala sua durante uma live com Sabrina Sato causou. Na conversa, ela disse que "vibrador é vida."

"Fiquei impressionada com a repercussão. Falei 'ah, vibrador é vida'. As pessoas se espantam com isso ainda. Depois tiveram memes, 'nossa, coitada, poxa, o Luciano, hein?'. Uma coisa que você fala: 'Gente, precisamos falar mais desses assuntos, para libertar as pessoas de umas amarras. Vibrador é vida'", relembrou.

O novo programa de Angélica, "Simples Assim", estreia no dia 10 de outubro na TV Globo.

Entretenimento