Topo

Aaron Carter diz que irmã abusou dele e insinua crime do irmão, Nick Carter

Aaron Carter em 2006 com as irmãs Leslie (de chapéu), Bobbie e Angel - FilmMagic
Aaron Carter em 2006 com as irmãs Leslie (de chapéu), Bobbie e Angel Imagem: FilmMagic
do UOL

Do UOL, em São Paulo

19/09/2019 15h02

Aaron Carter alegou, no Twitter, que foi abusado desde os 10 anos de idade por sua própria irmã. Leslie Carter morreu em 2012, após uma overdose, e Aaron disse que ela sofria de trantorno bipolar, e que os episódios de abuso aconteciam quando ela não estava tomando seus remédios.

O cantor, que também já disse sofrer de vários distúrbios psicológicos, comentou que este tipo de coisa "está em sua família". "Eu nunca quis contar isso para ninguém, mas preciso. Minha irmã, Leslie, tomava lítio para tratar o seu trantorno bipolar", comentou.

"Ela nunca gostou da forma como o remédio a afetava, mas quando ela não o tomava, ela fazia coisas que nunca faria normalmente. Eu realmente acredito nisso", continuou.

"Minha irmã me estuprou dos meus 10 aos meus 13 anos de idade, quando não estava tomando os seus remédios. Eu fui sexualmente abusado não só por ela, como também pelos meus primeiros dançarinos, quando tinha oito anos", contou por fim.

Em um último tuíte, Aaron deixou um recado para o irmão, Nick Carter, membro dos Backstreet Boys. "Agora é a vez de Nick contar a verdade sobre o que ele fez com uma das meninas da nossa família", escreveu.

"A minha verdade está aí, para todo mundo ver. Eu espero que todos os sobreviventes de assédio e estupro encontrem paz e justiça", completou.

As revelações de Aaron chegam em meio a uma briga com Nick, que conseguiu uma ordem de restrição contra o irmão e disse que ele chegou a ameaçar sua mulher, que está grávida.

Enquanto isso, Aaron trava uma batalha também contra o governo, alegando que a polícia apareceu em sua casa e tentou interná-lo contra a sua vontade, além de confiscar suas armas de fogo.

Mais Entretenimento