Topo

Musical de Chaves terá episódio inédito escrito por brasileira

Patrick Amstalden (Professor Girafales), Carol Costa (Chiquinha), Diego Velloso (Quico), Mateus Ribeiro (Chaves) e Andrezza Massei (Dona Clotilde) em Chaves - Um Tributo Musical - Stephan Solon/Divulgação
Patrick Amstalden (Professor Girafales), Carol Costa (Chiquinha), Diego Velloso (Quico), Mateus Ribeiro (Chaves) e Andrezza Massei (Dona Clotilde) em Chaves - Um Tributo Musical Imagem: Stephan Solon/Divulgação
do UOL

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

20/08/2019 15h25

O SBT surpreendeu os fãs de Chaves ao anunciar no Twitter um "episódio inédito" da série mexicana. Seria alguma história perdida ou uma fita antiga que tinha desaparecido? Nada disso. O episódio será encenado no teatro, dentro de Chaves - Um Tributo Musical, espetáculo que estreia nesta sexta.

A novidade foi divulgada hoje pela equipe criativa da peça teatral, durante apresentação para a imprensa. O episódio foi escrito pela renomada diretora Fernanda Maia, que assina as músicas e adaptações do espetáculo. Chaves - Um Tributo Musical homenageia o criador da série mexicana, o comediante Roberto Gómez Bolaños (1929-2014).

"Sabíamos que o espetáculo teria que conter um episódio de Chaves completo. E isso existe na peça. É um episódio absolutamente inédito escrito pela Fernanda. Mas existe uma série de outras coisas que acontecem ao redor desse episódio que tem a ver com a existência do personagem Roberto Gómez Bolaños. Teremos na peça tanto a criatura quanto o criador", explica o diretor geral, Zé Henrique de Paula.

Experiente em musicais, Fernanda Maia precisou se debruçar em centenas de vídeos de Chaves para descobrir a essência dos personagens, sem abrir mão dos bordões.

"Estudei muito as relações [entre os personagens], assisti, anotei, fiz mapas para pensar no episódio. Ele [Bolaños] trabalha muito com comédia de engano e não pode ter furo no roteiro. Musical é extremamente técnico, mas nesse caso vai ter que parecer muito espontâneo", afirma a diretora ao UOL.

A história do episódio, segredo guardado a sete chaves pela equipe do musical, tem o aval do Grupo Chespirito, detentor dos direitos de Chaves ao lado da rede mexicana Televisa, e agradou o diretor mexicano Heriberto Lopez de Anda, assistente de Roberto Gómez Bolaños no Programa Chespirito, nos anos 80 e 90.

"Tivemos uma espécie de curador, o seu Heriberto. Ele trabalhou como codiretor [do programa Chespirito], assistiu ao ensaio e ficou muito emocionado, e falou para a Fernanda que ela conseguiu um texto à altura do Bolaños", diz Adriana Del Claro, produtora executiva e idealizadora do musical.

"Seu Heriberto disse que parecia ter saído mesmo da cabeça do Bolaños", comemora Fernanda Maia.

Mais Entretenimento