Topo

Técnico do PSG critica viagem de Neymar, mas garante retorno contra o Lille

21/11/2019 12h56

Paris, 21 nov (EFE).- O alemão Thomas Tuchel, técnico do Paris Saint-Germain, condenou nesta quinta-feira a decisão do atacante Neymar de viajar até Madri para acompanhar partidas da fase final da Copa Davis, ainda durante a reta final da recuperação por lesão muscular na coxa esquerda.

"Como técnico, gostei dessa viagem? Não. É o momento de perder a cabeça? Não", afirmou o comandante da equipe, em entrevista coletiva concedida um dia antes do duelo com o Lille, que acontecerá no estádio Parc des Princes, pela 14ª rodada do Campeonato Francês.

Na última terça-feira, Neymar foi flagrado junto com dois ex-companheiros de Barcelona, o zagueiro Gerard Piqué, que é o proprietário da empresa que organiza a Davis, e o lateral-esquerdo Jordi Alba, acompanhando partidas da competição por países.

"O que eu posso fazer? Não sou o pai dele, nem policial. Sou o técnico dele, e ontem ele treinou bem", minimizou Tuchel.

O alemão garantiu que Neymar foi "muito profissional" nas últimas semanas, inclusive, trabalhando mais do que os companheiros, para se recuperar de lesão, em atividades individuais e com o grupo.

Tuchel ainda adiantou que, se participasse bem do último treino, previsto para hoje, o brasileiro seria relacionado para defender o PSG no jogo contra o Lille, após mais de um mês de afastamento, por causa do problema apresentado no amistoso da seleção contra a Nigéria, em outubro.

O comandante da equipe francesa, no entanto, admitiu que Neymar ainda não tem condições para atuar por 90 minutos, embora não tenha especificado se o jogador começaria a partida ou entraria no decorrer do compromisso. EFE

Esporte