PUBLICIDADE
Topo

Sam Mendes vence prêmio de sindicato de diretores por 1917

O diretor Sam Mendes orienta George MacKay e Dean-Charles Chapman para cena de 1917 - Francois Duhamel/Universal Pictures
O diretor Sam Mendes orienta George MacKay e Dean-Charles Chapman para cena de 1917 Imagem: Francois Duhamel/Universal Pictures
do UOL

Do UOL, em Brasília

26/01/2020 11h37

O diretor inglês Sam Mendes venceu ontem o principal prêmio do Directors Guild of America Awards, sindicato de diretores, pelo filme 1917. A vitória consolida a película sobre a 1ª Guerra Mundial como um dos principais filmes a serem batidos na premiação do Oscar, marcado para 9 de fevereiro.

O filme retrata a jornada de dois soldados britânicos que são encarregados de entregar uma mensagem que pode salvar a vida de 1,6 mil de seus companheiros em meio ao campo de batalha de Passchendaele, ocorrida naquele ano.

Esta é a segunda vez que Sam Mendes vence o prêmio. A primeira foi pelo filme Beleza Americana, lançado em 1999.
Mendes concorreu com Bong Joon Ho, por "Parasita", Martin Scorsese, por "O irlandês", Quentin Tarantino, por "Era uma vez em...Hollywood", e Taika Waititi, por "Jojo Rabbit".

1917 ganhou como melhor drama no Globo de Ouro e concorre a 10 categorias do Oscar, incluindo melhor filme. No dia 18, o longa também venceu o prêmio de melhor produção cinematográfica do sindicato de produtores dos Estados Unidos.

Ambas as premiações são consideradas os principais termômetros para ver quem é o favorito a levar a estatueta do Oscar.

Confira o trailer de 1917, filme de Sam Mendes

UOL Entretenimento

Entretenimento