Topo

"Questão de honra prendê-lo", diz delegado sobre suspeito de matar ator

Reprodução/Instagram
O comerciante Paulo Cupertino Matias, de 48 anos, chegou ao local armado e atirou nas três vítimas que estavam no portão da casa Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

2019-07-11T17:58:06

11/07/2019 17h58

O delegado-geral da Polícia Civil Ruy Ferraz Fontes, considerado o chefe máximo da instituição em São Paulo, afirmou na tarde de hoje que virou "questão de honra" prender Paulo Cupertino Matias, suspeito de matar o ator do SBT Rafael Miguel e os pais deles.

O caso ocorrido na zona sul de São Paulo completou um mês anteontem. Cupertino, de 48 anos, permanece foragido.

"Não diria que estamos perto [de prendê-lo], ainda é muito difícil responder. Nós estamos rastreando esse indivíduo e, com certeza, na primeira chance que tivermos, nós vamos prendê-lo. É questão de honra prendê-lo o mais rápido possível. Isso [o caso] não foi abandonado. Nós temos grupos na polícia civil que estão rastreando esse indivíduo", disse Fontes em entrevista ao "Brasil Urgente", da Band.

Nas redes sociais, Isabela Tibcherani, namorada de Rafael Miguel e filha de Cupertino, criticou a lentidão da polícia em prender o suspeito de ter cometido o triplo assassinato.

"1 mês. 1 mês de uma dor sem fim, 1 mês do pior dia das nossas vidas e nada. Nada de respostas, nada de justiça! Até quando? Enquanto não for a família de alguém da elite, enquanto não for alguém desse meio podre, não será dada a devida importância. Varias famílias foram devastadas por esse monstro. Não podemos esquecer", escreveu a jovem.

Cupertino permanece foragido

Segundo o boletim de ocorrência, ao qual a reportagem do UOL teve acesso, Paulo Cupertino era contra o namoro da filha, Isabela Tibcherani, com o ator.

Acompanhado pelos pais, Rafael Miguel, de 22 anos, teria ido até a casa da namorada para conversar sobre o namoro. "O comerciante Paulo Cupertino Matias, de 48 anos, chegou ao local armado e atirou nas três vítimas que estavam no portão da casa. As vítimas morreram do local", diz o boletim.

O caso, registrado como homicídio consumado, é investigado pelo 98º Distrito Policial (Jardim Miriam) e as equipes tentam prender o autor do crime, que fugiu do local logo depois de disparar contra o ator e os pais dele.

Rafael Miguel trabalhou em novelas como Pé na Jaca e Cama de Gato, na Globo, e Cristal e Chiquititas, no SBT. Ele também ficou famoso por um comercial de TV, gravado na infância, em que pedia para a mãe comprar brócolis. Por meio de nota, o SBT lamentou a morte do ator.

Mais Entretenimento