Topo

Equipe de League of Legends é acusada de machismo em jogo contra mulheres

Reprodução
Duelo entre ROX e Vaevictis Esports pelo torneio de League of Legends Imagem: Reprodução
do UOL

Do UOL, em São Paulo

2019-02-16T21:15:34

16/02/2019 21h15

A equipe ROX está sendo acusada de machismo por uma atitude na primeira rodada da liga oficial de League of Legends da Comunidade dos Estados Independentes neste sábado (16). O motivo seria uma atitude tomada durante o duelo contra a equipe Vaevictis Esports, composta totalmente por mulheres.

No início de cada partida de League of Legends, um dos principais jogos de E-Sports do mundo, as equipes podem escolher cinco personagens para eliminar do adversário. A ROX optou por tirar todos da função suporte, o que foi visto como uma provocação machista.

A posição de suporte é considerada a de menor dificuldade no jogo de League of Legends, que é composto por cinco funções para cada time. Por causa disso, comentários pejorativos de que mulheres só jogam o game como suporte são constantes.

A decisão da ROX de eliminar cinco personagens suporte é considerada bastante incomum para a estratégia do jogo. Soma-se a isso as risadas constantes dos membros da equipe a cada morte aplicada em personagens da Vaevictis Esports para as acusações de machismo.

A Vaevictis fez história ao se tornar a primeira equipe composta somente por mulheres a disputar um torneio de elite de League of Legends. Elas acabaram derrotadas pela ROX na estreia.

O caso gerou repercussão no Twitter, com pedidos para que a Riot, empresa responsável pelo League of Legends, puna a ROX pela atitude. Também na rede social, Felipe Gonçalves, conhecido como brTT e um dos principais atletas brasileiros do game, se mostrou indignado com o ocorrido.

"Quem riu disso aqui ou acho 'de boa', melhor procurar um especialista para a cabeça. E deve sentir muita vergonha de si mesmo, porque, meu amigo, você é muito doente", escreveu.

Mais Esporte