PUBLICIDADE
Topo

Americana retida contra a vontade é libertada na Nigéria

12/07/2020 21h14

Lagos, 13 Jul 2020 (AFP) - Uma americana que viajou para a Nigéria com a promessa de casamento foi libertada após permanecer mais de um ano retida contra a sua vontade por um homem que também a agrediu sexualmente, informou a polícia nigeriana neste domingo (12).

"Os agentes da polícia libertaram uma cidadã americana que esteve trancada em um hotel de Lagos contra a sua vontade durante mais de um ano" por um homem que conheceu pelo Facebook, informou Frank Mba, porta-voz da polícia, em um comunicado.

O suspeito, Chukwuebuka Obiakuwhom, extorquiu da mulher 48.000 dólares, prometendo-lhe casamento.

A vítima, uma funcionária pública americana aposentada, originária de Washington, chegou à Nigéria em 13 de fevereiro de 2019 e foi retida pelo suspeito, que também praticou abusos contra ela, acrescentou o texto, no qual se explica que o homem tinha histórico de fraudes pela internet.

earn-joa/har/ob/roc/erl/dg/mvv

Entretenimento