PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Secretaria de Saúde distribui 279 mil medicamentos do 'kit intubação' no RJ

373 mil medicamentos do "kit intubação" servirão para atender pacientes com covid-19 no período de 10 dias no RJ - iStock
373 mil medicamentos do 'kit intubação' servirão para atender pacientes com covid-19 no período de 10 dias no RJ Imagem: iStock
do UOL

Do UOL, em São Paulo

19/04/2021 10h53Atualizada em 19/04/2021 11h07

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) do Rio de Janeiro irá distribuir hoje 279 mil unidades de medicamentos do "kit intubação" usados em pacientes com covid-19 em todo o estado. A distribuição começou na última quinta-feira após a chegada dos lotes e desde então já foram enviados 94 mil medicamentos aos municípios.

Os 279 mil medicamentos, enviados pelo Ministério da Saúde, serão liberados hoje para 70 hospitais no estado. De acordo com o site da pasta, o total de 373 mil medicamentos do "kit intubação" (composto por anestésicos, sedativos e bloqueadores musculares) irá servir para atender pacientes no período de 10 dias.

Entre os medicamentos enviados nas remessas estão cisatracúrio, besilato, fentanila, citrato, midazolam, e propofol. Uma parcela desses medicamentos poderá ser retirada na CGA (Coordenação Geral de Armazenagem) da SES por hospitais da capital, Niterói, São Gonçalo e Maricá, e a outra parte será levada para 34 municípios com apoio de cinco helicópteros.

"Todos os esforços estão voltados para salvar vidas, e este momento requer muito planejamento e uso consciente dos medicamentos. A SES tem se dedicado para que as unidades não fiquem desabastecidas, tendo inclusive feito a aquisição dos medicamentos, que devem ser comprados pelas próprias gestões das unidades. Contudo, é preciso também que os gestores dos hospitais destinem o uso desses medicamentos de forma prioritária aos pacientes que necessitam de intubação dentro do protocolo do tratamento da covid-19", disse Carlos Alberto Chaves, secretário da SES.

Os lotes enviados ao estado na última semana continham medicamentos comprados pela SES através da adesão de uma ata do Ministério da Saúde. Mesmo com a chegada de novos medicamentos, a pasta informou que também "realiza um processo de compra para suprir a necessidade do estado nos próximos três meses".

Defensoria acende alerta

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro informou que até a sexta-feira (16) recebeu respostas de 19 unidades de saúde referentes a um ofício enviado por eles no qual solicitam informações acerca do estoque dos medicamentos do "kit intubação".

Segundo o site da Defensoria, do total, 14 disseram estar com o estoque "em dificuldade" enquanto outra unidade informou estar "razoável" e uma terceira comunicou "não haver desabastecimento, mas está em risco, considerando o cenário". Uma quarta unidade de saúde anunciou não estar em situação crítica, mas está "receosa".

Apenas uma unidade informou estar com "risco de desabastecimento" enquanto outra disse estar abastecida com bloqueadores "para 72h e demais medicamentos para dez dias".

Os ofícios foram encaminhados pela Coordenadoria de Saúde e Tutela Coletiva para hospitais municipais, estaduais e federais em funcionamento no estado, entre os dias 25 de março e 14 de abril.

Notícias