PUBLICIDADE
Topo

Trump quer redução da violência no Afeganistão antes de negociar com Talibã

22/01/2020 13h39

Davos, Suíça, 22 Jan 2020 (AFP) - O presidente americano Donald Trump exige uma redução importante da violência atribuída ao Talibã antes de iniciar novas conversas sobre o futuro do país, conforme indicou a seu colega afegão Ashraf Ghani, segundo comunicado da Casa Branca.

Durante sua entrevista, à margem do Fórum Econômico Mundial, "o presidente Trump reiterou a necessidade de uma redução significativa e duradoura da violência [exercida] pelos talibãs, o que facilitará negociações significativas para o futuro do Afeganistão", disse a Casa Branca.

Os Estados Unidos pedem uma redução da violência há semanas, apresentando-a como uma condição prévia todo progresso sério das negociações de um acordo que permita às tropas americanas começarem a deixar o Afeganistão.

Washington quer do Talibã o compromisso de não dar abrigo ou ajudar grupos jihadistas, enquanto os rebeldes esperam que Washington deixe o país por completo.

O Talibã está disposto a reduzir a violência no Afeganistão antes de assinar um acordo para a retirada das tropas americanas no final de janeiro, disse um de seus porta-vozes aos jornalistas no fim de semana passado.

Os dois lados estavam negociando o acordo há um ano e estavam prestes a anunciar em setembro de 2019, quando Trump declarou abruptamente o processo "morto" após os ataques do Talibã.

O mesmo cenário foi repetido novamente em dezembro, no Catar, onde houve inúmeras rodadas de negociação.

Logo após um ataque reivindicado pelos rebeldes contra a base de Bagram, controlada pelos americanos, as negociações foram novamente interrompidas.

sms-jug/lpt/jz/mis/mb/cn

Notícias