PUBLICIDADE
Topo

"Neymar é a Kim Kardashian do futebol" e outras comparações inusitadas

FRANCK FIFE/AFP
Imagem: FRANCK FIFE/AFP
do UOL

Do UOL, em São Paulo

19/02/2019 04h00

O técnico do Manchester United, Ole Gunnar Solskjaer, causou burburinho - e muitos risos - ao comparar Alexis Sanchez a um pote de ketchup. Mas ele não está sozinho. A arte de usar personalidades ou objetos aleatórios já provocou uma série de comparações inusitadas no futebol.

Aliás, você sabe o motivo de Sanchez se parecer com um pote de ketchup? Com a palavra, Solskjaer: "Sabemos que é um muito bom jogador. É simplesmente como um pote de ketchup: às vezes, parece que nunca vai sair, até que, de repente, sai tudo", explicou o técnico norueguês.

Abaixo, descubra porque Neymar já foi comparado a uma mala de viagem e a Kim Kardashian e Cristiano Ronaldo a John Lennon.

  • REUTERS/Jean-Paul Pelissier

    Neymar é como Kim Kardashian

    No que Neymar e Kim Kardashian são parecidos? Desafeto do atacante brasileiro, o volante Joey Barton foi longe ao tentar atingir Neymar por encará-lo mais como um fenômeno de marketing do que do futebol. "Eu acho que ele é a Kim Kardashian do futebol. Neymar não é o melhor jogador do mundo, nós vimos novamente na Rússia. Ele não está no nível de Ronaldo e Messi, e há muitos outros jogadores à sua frente. Neymar, mais do que um fenômeno do futebol, é um fenômeno publicitário, como as Kardashian", disse Barton, em matéria publicada pelo jornal francês "L'Equipe" em setembro de 2018. Leia mais

  • Li Ming/Xinhua

    Já para Cantona, Neymar é uma mala

    Parece que Neymar é um dos alvos preferenciais de comparações inusitadas. Não bastasse ser a Kim Kardashian para Joey Barton, o atacante brasileiro foi chamado de mala de viagem pela lenda do futebol francês Eric Cantona. Veja em suas próprias palavras o motivo. "Esta é a minha nova mala. Eu a chamo de Neymar. Por causa da cor, mas principalmente por causa disso: você mal toca nela e gira por horas. Aliás, Neymar, você é um ótimo jogador. E um grande ator. Mas cuidado com os seguidos erros. Se você for atingido no ombro direito, você não pode chorar de dor e segurar a bochecha esquerda", disse Cantona, no embalo das críticas a Neymar por seu exagero a cada falta sofrida na Copa do Mundo de 2018. Leia mais

  • Jon Super / AP

    CR7, Messi e os Beatles

    Jogar por música é um chavão do futebol, mas comparar a dupla de melhores jogadores da atualidade aos Beatles causou estranheza. O autor da pérola foi o português Carlos Queiroz, que na Copa do Mundo da Rússia comparou Cristiano Ronaldo e Lionel Messi a John Lennon e Paul McCartney "Como treinador e pessoa do futebol me entusiasma a rivalidade genial que temos entre Cristiano e Messi. Eu os comparo a (John) Lennon e (Paul) McCartney. Se um vai bem, o outro quer fazer melhor. Se um nos assombra com o melhor, o outro nos oferece a excelência", disse o treinador ao jornal "El Pais" Leia mais

  • Mike Powell /Allsport/Getty Images

    E ainda sobrou para Neymar

    Mas a analogia entre craques e músicos não acabou por aí. Carlos Queiroz ainda conseguiu incluir Neymar na comparação. "Atenção, porque chega Michael Jackson, que é Neymar. Estamos em um momento bom. Em alguns momentos os reis e príncipes do futebol foram embora por um tempo, mas não é o normal. Hoje os príncipes e reis estão em um nível que nunca estiveram antes", disse Leia mais

  • Getty Images

    Ibra é o Benjamin Button do futebol

    Ibrahimovic adora falar de si mesmo. E recorreu a um personagem do cinema durante a apresentação no Los Angeles Galaxy para provar que, apesar da idade avançada para o futebol, continua jovem. "Eu me sinto bem, estou em ótima forma. Eu sou como Benjamin Button, eu nasci velho e vou morrer jovem. Não se preocupe com a minha idade. Cheguei na Inglaterra em uma cadeira de rodas e ganhei um título em três meses", disse, referindo-se ao personagem interpretado por Brad Pitt no filme "o Curioso Caso de Benjamin Button", de 2008. Leia mais

  • Michael Regan/Getty Images

    Filosofando sobre o interesse do Real

    Técnico do Tottenham, o argentino Mauricio Pochettino resolveu usar a boa filosofia de boteco para comentar o interesse do Real Madrid. E usou uma comparação que deixaria Xico Sá orgulhoso. "É como se você estivesse com sua namorada ou esposa e você está de mãos dadas com ela, andando pela Oxford Street. Mas porque você é tão bonito, outra mulher está olhando para você também. Mas sua esposa é tão orgulhosa e, em vez de se preocupar, está feliz de estar com você e se apaixona mais por você", disse. Mais claro impossível, não? Leia mais

  • Reprodução

    Pênalti para Stevie Wonder ver

    Renato Gaúcho não perde a irreverência nem mesmo quando irritado. Na final da Libertadores de 2017, o técnico do Grêmio lembrou de Stevie Wonder para disparar contra o árbitro por um pênalti não marcado na decisão contra o Lanús. "A única coisa, e vocês sabem bem que desde o início do ano não gosto de falar e não vou falar de arbitragem, mas vocês viram. A única coisa que vou perguntar para Conmebol é o tal do vídeo. Eu vi o lance na TV. Ele (árbitro) olhou, levou o apito na boca, estava a três metros do lance, não estava encoberto. O Stevie Wonder não precisaria do vídeo para dar o pênalti. Até o Stevie Wonder veria o pênalti", disse, referindo-se ao músico que era cego. Leia mais

  • Getty Images

    Jara = Messi? Como chegar a essa conclusão

    É possível chegar à conclusão que, pelo menos em algum aspecto, o defensor chileno Gonzalo Jara lembra Lionel Messi? Para o seu agente Alan Silberman, sim. Tudo para defender o início ruim de Jara na Universad de Chile. "Quando coloca Messi em uma equipe de troncos, passa ser um tronco a mais. A La U, como equipe, faz um tempo que não joga bem", disse.

Listas