PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Conselhos para quem está começando a investir agora

Getty Images/iStockphoto/hocus-focus
Imagem: Getty Images/iStockphoto/hocus-focus
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

do UOL

01/03/2021 04h00

Quem começa a investir fica perdido em um mar de informações, dicas e orientações. Você vê em um lugar que o investimento a é bom e em outro, diz que somente o investimento b que presta. É fácil ficar assustado e com a sensação de que está fazendo algo de errado neste início. Por isso, separei alguns conselhos que podem ajudar você a ficar mais tranquilo com seu dinheiro e evitar entrar em roubadas.

Cuidado com as dicas de influencers

Com a proliferação de redes sociais, hoje qualquer pessoa que entende um pouco mais de investimentos já se sente capacitada para abrir um perfil no Instagram e começar a dar dicas de melhores ações ou dos ativos imperdíveis do momento.

Muito cuidado com isso! Bons educadores financeiros são aqueles que ensinam a pescar, ou seja, ensinam você a fazer suas escolhas de investimentos com base em critérios bem definidos. Ficar dependendo de dicas ou de recomendações não vai trazer a segurança necessária para o longo prazo.

Aprenda a pescar

Somente entendendo qual é a lógica da recomendação ou fazendo escolhas de forma independente é que se aprende a investir com confiança. Aprenda a pescar e não espere vir o peixe de mão beijada.

Além disso, tome muito cuidado com influenciadores que recebem patrocínios de bancos ou corretoras de investimentos. Muitas vezes a instituição paga para que esses produtores de conteúdo falem bem de produtos financeiros que não são tão bons para você, porém são excelentes para a corretora ou o banco. Não confie cegamente nas recomendações. Pesquise antes de aplicar em qualquer ativo.

Cuidado com as recomendações da corretora/assessor de investimentos

Às vezes, corretoras e assessores de investimentos podem atrapalhar mais do que ajudar. Não é algo incomum eu receber relatos de clientes que foram orientados a colocar o dinheiro em aplicações cheias de taxas de administração ou com baixa rentabilidade. Nesses casos, a única pessoa que ganha é a própria corretora.

É claro que não dá para generalizar essas recomendações. Existem instituições e profissionais que fogem dessa regra e olham para o lado do cliente, porém recomendo que você sempre faça a lição de casa e estude onde vai colocar a sua grana.

Investimentos não devem dar dor de cabeça

Se os seus investimentos não deixam você dormir à noite, está na hora de rever sua alocação. A tranquilidade com seus ativos é fundamental para você se manter fiel ao seu objetivo no longo prazo.

Evite especular na bolsa e buscar aplicações que têm mais riscos do que a média dos investimentos similares e disponíveis. Vale muito mais a pena você se dedicar ao seu trabalho e ficar dormir tranquilo à noite do que arriscar perder muita grana com a promessa de lucros rápidos.

Cuidado para não se arriscar mais do que deveria e assim acabar ficando desamparado e desesperado quando seus investimentos começarem a oscilar.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Notícias