PUBLICIDADE
Topo

Erdogan: 'terrorismo' avançará, se governo líbio 'legítimo' cair

18/01/2020 10h07

Istambul, 18 Jan 2020 (AFP) - O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, advertiu a Europa contra novos problemas e ameaças, incluindo por parte de organizações terroristas, se cair o governo líbio com sede em Trípoli reconhecido pela ONU - conforme artigo publicado no site Politico neste sábado (18).

"A Europa encontrará uma nova série de problemas e ameaças, se cair o governo legítimo da Líbia", escreve Erdogan.

"Organizações terroristas como EI [Estado Islâmico] e Al-Qaeda, que sofreram uma derrota militar na Síria e no Iraque, encontrarão solo fértil para se pôr de pé", acrescenta.

Em declarações publicadas na véspera da Conferência de Paz sobre a Líbia em Berlim, Erdogan disse que, se a UE não der apoio adequado ao Governo de União Nacional (GNA) seria "uma traição a seus valores principais, incluindo a democracia e os direitos humanos".

Liderado por Fayez al-Sarraj, o GNA é atacado desde abril passado pelas forças leais ao marechal Khalifa Haftar, homem forte do leste da Líbia. Mais de 280 civis e 2.000 combatentes morreram nos confrontos.

Em uma iniciativa conjunta, Turquia e Rússia negociaram um cessar-fogo entre as duas partes na Líbia, mas Haftar abandonou as negociações em Moscou esta semana, sem assinar o acordo de trégua.

Um Erdogan furioso acusou Haftar de fugir de Moscou. A Turquia apoia Al-Sarraj, e seu Parlamento aprovou, no início do mês, o envio de tropas para a Líbia.

fo/ach/mar/bl/tt

Notícias