Topo

China não irá recorrer à desvalorização competitiva do iuan, diz premiê

22/11/2019 08h44

PEQUIM (Reuters) - A China vai manter o iuan basicamente estável dentro de um intervalo razoável e não irá recorrer à desvalorização competitiva, disse o premiê chinês Li Keqiang nesta sexta-feira, segundo a televisão estatal.

Pequim vai avançar com a reforma da moeda baseada no mercado, disse Li segundo a China Central Television, em uma reunião com Kristalina Georgieva, diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI).

A China abrirá ainda mais seus setores bancário, de valores mobiliários e de seguros, disse Li, acrescentando que está trabalhando no objetivo de retirar totalmente as restrições à propriedade estrangeira nesses setores.

Notícias