Topo

Easyjet anuncia neutralidade de carbono e colaboração com Airbus

19/11/2019 07h43

Londres, 19 Nov 2019 (AFP) - A companhia aérea EasyJet afirmou nesta terça-feira que será a primeira no mundo a atingir a neutralidade de carbono mediante compensação e anunciou uma parceria de pesquisa com a Airbus para o desenvolvimento de aeronaves híbridas.

O grupo britânico inicialmente apostará na "compensação de carbono", através de projetos verdes, especialmente em reflorestamento ou energias renováveis, a fim de compensar as emissões de CO2 de seus voos.

A EasyJet apontou que isso custará 25 milhões de libras (29,2 milhões de euros) a partir do próximo ano.

"Estamos comprometidos em realizar voos neutros em carbono através de nossa rede, o que é a primeira vez no mundo para uma companhia aérea", disse Johan Lundgren, diretor-geral do grupo.

O grupo explica que a "compensação de carbono" é temporária, enquanto aguarda o desenvolvimento de tecnologia para aeronaves híbridas ou elétricas.

Neste sentido, anunciou um memorando de entendimento com a gigante europeia Airbus para pensar em como introduzir uma nova geração de aeronaves limpas no mercado e explorá-la comercialmente.

A EasyJet lembra que já está trabalhando com a fabricante americana Wright Electric no desenvolvimento de um avião elétrico, que espera lançar em menos de dez anos para curtas distâncias.

A empresa também está comprometida em modernizar sua frota, com aeronaves com menor consumo de combustível.

O setor aéreo está sob pressão para reduzir sua pegada de carbono. A aviação representa cerca de 2% das emissões globais de dióxido de carbono (CO2), de acordo com a Organização Internacional de Aviação Civil (OIAC).

Segundo dados da Agência Europeia do Meio Ambiente, as emissões de CO2 do transporte aéreo excedem amplamente, com 285 gramas por passageiro-quilômetro, as de outros modos de transporte.

jbo/lth/mr

EASYJET

AIRBUS GROUP

Notícias