Topo

Governo britânico espera votar acordo do Brexit amanhã

21/10/2019 14h41

Londres, 21 out (EFE).- O governo britânico confirmou que espera que o Parlamento realize na terça-feira a primeira votação da lei para ratificar o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

O presidente da Câmara dos Comuns (câmara baixa do Parlamento), John Bercow, bloqueou nesta segunda-feira uma votação preliminar que buscava o apoio geral dos deputados ao pacto, mas o governo decidiu seguir em frente com a legislação prevista para implementar o texto.

O porta-voz do governo na câmara baixa, Jacob Rees-Mogg, ressaltou que o objetivo é concluir o trâmite do acordo na Câmara dos Comuns na quinta-feira, para que depois seja avaliado pela Câmara dos Lordes.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, poderá ter na terça-feira a primeira oportunidade de comprovar se conta com uma maioria suficiente que respalde o pacto elaborado com os 27 Estados-membros do bloco na semana passada.

Caso vença essa primeira votação, a lei ainda enfrentará um árduo processo no qual a oposição poderá apresentar emendas e tentar fazê-la descarrilar. No mesmo dia, os deputados debaterão o procedimento de urgência pelo qual o governo pretende tramitar a legislação.

A meta de Johnson é ratificar o acordo do Brexit antes de 31 de outubro para poder romper os laços com a União Europeia (UE) na data prevista.

Johnson foi obrigado a solicitar uma prorrogação desse prazo, mas Bruxelas ainda não respondeu ao pedido e o premiê garante que segue determinado a retirar o Reino Unido do bloco até o fim deste mês. EFE

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias