Topo

Carros surreais e novidades para o Brasil: o que esperar do Salão de Tóquio

Nova geração do Fit terá apenas motorizações híbridas no Japão - Divulgação
Nova geração do Fit terá apenas motorizações híbridas no Japão
Imagem: Divulgação
do UOL

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/10/2019 04h00

Não existe Salão do Automóvel mais peculiar do que o realizado em Tóquio, que estará aberto ao público em geral entre 24/10 e 04/11. O evento (que é realizado a cada dois anos, como ocorre com as feiras de São Paulo, Paris e Frankfurt) pode mostrar muita coisa voltada para o mercado local, mas também reúne projetos que mais parecem saídos de um filme de ficção científica. Isso sem contar algumas novidades que podem interessar ao mercado brasileiro, como deve acontecer nesta edição.

Listamos a seguir algumas das estreias que podem ser interessantes para nosso país, seja com lançamento agendado para o Brasil ou por outros motivos.

Honda

Novo Fit:

A feira marcará a estreia global do novo Honda Fit. A quarta geração deve resgatar o perfil de minivan do projeto original, trazendo linhas mais harmoniosas - e menos ousadas - do que o modelo atual.

O Fit será vendido nos principais mercados do mundo apenas em versões híbridas, no caso uma variação mais compacta do motor i-MMD que equipa o CR-V.

As dimensões também não devem fugir daquilo que estamos acostumados a ver no modelo. Seu lançamento oficial deve acontecer no começo de 2020 e ainda não há confirmação de início das vendas no mercado brasileiro. Porém, como é de praxe, a Honda não deve demorar para lançá-lo em nosso país.

Toyota

Novo Yaris

Design mais agressivo é marca registrada do Yaris vendido lá fora - Divulgação
Design mais agressivo é marca registrada do Yaris vendido lá fora
Imagem: Divulgação

O novo Yaris não tem relação direta com o modelo vendido no Brasil (que é uma reestilização do carro lançado em 2013), mas nem por isso deixa de ser interessante para nós.

Em mercados como Europa e Ásia, o compacto está em sua quarta geração, sendo esta a primeira feita sobre a plataforma TNGA, presente no Prius, RAV4 e também no novo Corolla - todos eles vendidos no Brasil.

Painel tem estilo moderno e linhas limpas - Divulgação
Painel tem estilo moderno e linhas limpas
Imagem: Divulgação

A nova base deixou o Yaris 50 kg mais leve e com melhor aproveitamento das dimensões: mesmo sendo mais curto e mais baixo do que o projeto anterior, ele tem maior distância entre eixos e é mais largo, melhorando o espaço interno para os passageiros.

Traseira tem lanternas unidas por uma régua - Divulgação
Traseira tem lanternas unidas por uma régua
Imagem: Divulgação

O novo Yaris tem motorizações 1.0 e 1.5, ambas de três cilindros. Há também uma variação com sistema híbrido, com potência estimada em 115 cv.

Novo Mirai

O Salão de Tóquio também será palco da estreia do novo Mirai. O veículo movido a célula de combustível a hidrogênio da Toyota será antecipado na forma de um carro-conceito, que troca as linhas ousadas (e polêmicas) da geração atual por um estilo mais comedido.

Mirai Concept indica futura geração do modelo movido a célula de combustível por hidrogênio - Divulgação
Mirai Concept indica futura geração do modelo movido a célula de combustível por hidrogênio
Imagem: Divulgação

O futuro Mirai deve ter porte superior ao de um Camry e seu lançamento está previsto para 2020.

LQ

O segundo conceito exibido pela Toyota na feira é o LQ. O estudo de um hatchback com condução autônoma movido exclusivamente a eletricidade traz um sistema de inteligência artificial capaz de interagir com as emoções do motorista.

LQ é um conceito de veículo autônomo feito para as grandes cidades - Divulgação
LQ é um conceito de veículo autônomo feito para as grandes cidades
Imagem: Divulgação

O recurso promete adaptar a iluminação da cabine, ajustar a climatização e até a fragrância despejada no interior do veículo de acordo com o humor do motorista.

Nissan

IMk

O conceito IMk parece ser um típico representante do segmento de kei cars, nome dado aos pequeninos subcompactos japoneses com design quadradão e motores de menor cilindrada.

IMk é um estudo da Nissan de carro superurbano - Divulgação
IMk é um estudo da Nissan de carro superurbano
Imagem: Divulgação

Porém, o projeto é feito sobre uma plataforma inédita exclusivamente feita para veículos elétricos e indica o futuro da Nissan nesta importante categoria em seu mercado natal.

O veículo tem um amplo interior e praticamente não traz botões físicos na cabine. Existe até a possibilidade de que o IMk seja vendido em vários mercados pelo mundo.

Suzuki

Waku e Hanare

A Suzuki traz dois conceitos completamente diferentes para Tóquio. O Waku é um pequeno cupê híbrido do tipo plug-in com design nitidamente inspirado nos modelos do passado.

A fabricante incluiu diversos elementos de estilo que podem ser modificados e/ou personalizados de acordo com a preferência do cliente. Segundo a Suzuki, o carro foi projetado para famílias "que gostam de compartilhar diversão e alegria".

Já o Hanare (cujo nome vem de um pequeno cômodo anexado a muitas casas japonesas) é uma minivan de perfil mais quadradão. Sua diferença, porém, é que trata-se de um estudo de veículo autônomo. O design também parece ter inspiração retrô e as possibilidades de personalização são enormes.

Notícias