Topo

Chefe da luta antidrogas nas Filipinas renuncia em meio a escândalo de narcóticos

14/10/2019 06h19

Manila, 14 Out 2019 (AFP) - O chefe de polícia das Filipinas, que lidera a ofensiva antidrogas no país, renunciou ao cargo após acusações de proteção a agentes acusados de vender uma grande carga de narcóticos apreendidos.

Oscar Albayalde pediu demissão alguns dias depois de ver seu nome citado por dois ex-policiais em uma operação de 2013, quando agentes de uma província próxima a Manila supostamente apreenderam e depois venderam partes de uma grande carga de metanfetamina.

Um ex-funcionário afirmou que Albayalde protegeu os oficiais, enquanto outro declarou que o comandante recebeu dinheiro da venda das drogas.

Albayalde, que na época era chefe de polícia da província e que assumiu o comando da polícia nacional em 2018, nega qualquer delito.

Apesar do escândalo ter acontecido antes da época de Albayalde como chefe da polícia nacional, o caso provocou críticas à política de combate às drogas do presidente Rodrigo Duterte, internacionalmente condenada e que resultou nas mortes de milhares de supostos traficantes e consumidores em ações das forças de segurança.

mff/jm/rbu/mis/es/fp

Notícias