Topo

Museu fecha em Caracas após roubo de cabos

18/07/2019 19h56

Espaço voltado para as crianças está sem luz e não tem condições financeiras para substituir fiação. Com agravamento da crise econômica, furtos de cabos se tornaram comum na Venezuela.O Museu das Crianças em Caracas fechou nesta quinta-feira (19/07) suas portas depois de 37 anos de funcionamento devido a um roubo de cabos que deixou grande parte de suas atrações sem energia elétrica. A instituição não tem condições financeiras para arcar com as despesas do conserto.

"Desde o dia 14 de julho, o edifício principal, nosso edifício sede, está totalmente sem luz. Os cabos de alta tensão que estavam no local foram levados", afirmou o diretor da unidade educacional do museu, Darwin Sánchez. Fundada em 1982, a instituição foi a primeira do gênero na América Latina.

O roubo de cabos se tornou uma prática comum na Venezuela com o agravamento da crise econômica. Há anos, o país enfrenta uma escassez de alimentos, produtos básicos e medicamentos somada a uma hiperinflação. Mais de 4 milhões de venezuelanos já deixaram o país desde 2015.

Segundo Sánchez, o conserto dos danos causados pelo roubo foi avaliado em 15 mil dólares, cerca de 56 mil reais, e a fundação privada sem fins lucrativos que administra o museu não tem condições para arcar com essa despesa. O diretor afirmou que a instituição espera repostas da companhia estatal de eletricidade enquanto pensa em alternativas para poder reabrir as portas.

O apagão no local afetou o prédio com as exposições de ecologia, biologia, comunicação e física. "Somos um museu interativo e 100% das nossas instalações precisam de eletricidade", acrescentou Sánchez.

O museu completará 37 anos em agosto e é voltado a aproximar as crianças da ciência e tecnologia.

CN/efe/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Mais Notícias