Topo

Os testamentos surpreendentes de 12 famosos que já se foram

Colaboração para o BOL

09/03/2019 07h00

Muita gente morre e deixa os seus bens para a família e para os amigos, mas, às vezes, o testamento pode surpreender. Entre essas pessoas estão os famosos a seguir, que escolheram como herdeiros cachorros, empregados e até ex-amantes. Confira alguns dos testamentos que causaram muita surpresa.

  • Jacques Brinon/AP

    Alexander McQueen

    O corpo do estilista foi encontrado pela empregada em 2010. Além de deixar um bilhete pedindo para que cuidassem dos seus cães, ele também deixou, em testamento, cerca de R$ 196 mil para que os cachorros vivessem bem até o final de suas vidas. McQueen também destinou mais de R$ 1,5 milhão para diversas instituições de caridade animal

  • Reprodução/TV Globo

    Beatriz Segall

    A atriz morreu em setembro de 2018, mas seu testamento só foi aberto em fevereiro de 2019. Com isso, todos ficaram sabendo que ela fez questão de destinar uma parte de seus bens para o seu motorista, Adilson Ricardo Leite, que, além de receber um carro 0 km, vai ganhar uma quantia em dinheiro a ser estipulada pelos filhos da atriz

  • Wikipedia

    Charles Dickens

    O escritor morreu em 1870, aos 58 anos. Além de deixar claro, em seu testamento, que queria um funeral simples e barato, ele pediu que os convidados fossem vestidos de forma específica: "Não usem lenço, capa, gravata preta, chapéu ou outro absurdo revoltante". Outro detalhe é que Dickens deixou dinheiro para cada um de seus empregados

  • Stephen Chernin/AP

    David Bowie

    O cantor morreu em 2016 e deixou a sua fortuna para a esposa, Iman Abdulmajid, e para os seus dois filhos. Mas fez questão de também destinar uma quantia para a ex-babá do seu primogênito e para o seu assistente pessoal. No documento, ele também afirmou que gostaria que as suas cinzas fossem jogadas em Bali, na Indonésia

  • AP

    Farrah Fawcett

    A atriz morreu em 2009 em decorrência de um câncer. O parceiro dela, Ryan O'Neal, foi pego de surpresa ao descobrir que ficou de fora do testamento. Em compensação, um ex-amante recebeu US$ 100 mil. A maior parte da herança, no entanto, ficou com o filho

  • Divulgação

    Janis Joplin

    A cantora morreu aos 27 anos por conta de uma overdose de heroína e foi encontrada em um quarto de hotel no início de outubro de 1970. No testamento, Janis fez questão de deixar tudo acertado para uma festa póstuma que durasse a noite, pois não queria tristeza por conta de sua partida. Pensando nisso, ela estipulou US$ 2.500,00 para que os seus amigos favoritos, entre eles agente, tatuador, irmã e noivo, pudessem curtir em sua honra. A festa aconteceu na Lion's Share, Califórnia, em 26 de outubro do mesmo ano

  • Reprodução/YouTube

    John Lennon

    O músico foi assassinado em 1980 e, como era de se esperar, deixou um testamento destinando a sua fortuna para a mulher, Yoko Ono, o que revoltou os fãs que não apoiavam o relacionamento. Contudo, o que surpreendeu de fato foi que os filhos acabaram deixados de fora

  • EFE

    Marilyn Monroe

    A atriz causou surpresa ao deixar todos os seus pertences, incluindo roupas e sapatos, para o seu professor de teatro, Lee Strasberg. A ideia era que ele fizesse uma divisão entre os amigos e a família da artista, mas o herdeiro não pensou da mesma forma e deixou tudo guardado em um armazém por 36 anos, até a sua morte. Quando Strasberg faleceu, sua a viúva leiloou os pertences de Marilyn por cerca de US$ 13,4 milhões

  • Jason Merritt/Getty Images

    Mickey Rooney

    O astro do cinema mudo morreu em 2014, aos 93 anos. No entanto, pouco tempo antes de partir, ele decidiu mudar o testamento e deserdou a esposa com quem estava casado havia 35 anos e sete dos oito filhos

  • Emmanuel Dunand/AFP

    Philip Seymour Hoffman

    O ator teve uma overdose acidental em 2014, aos 46 anos. Mesmo sendo pai de três, ele declarou que não queria transformar os filhos em "crianças que vivem de renda", por isso, em vez de deixar o dinheiro para eles, colocou a namorada - com quem se relacionava havia 14 anos - como herdeira. O desejo mais estranho do testamento foi o de que o seu único filho homem fosse criado em três cidades diferentes: São Francisco, Chicago e Nova York

  • AP

    Tupac

    Não foi bem em testamento, mas o rapper deixou claro que não gostaria de um funeral por medo de que sua gangue pudesse ser atacada na ocasião. Contudo, um de seus amigos revelou que os mais próximos pegaram as cinzas do falecido, misturaram com maconha e fumaram a pedido do próprio Tupac na música "Black Jesus". "Sim, é claramente verdade. Se você escutá-la, ele diz: 'Negros, fumem minhas cinzas'. Foi um pedido que ele fez. Agora, o quão sério ele estava sendo? Nós levamos a sério", afirmou Young Noble, que ainda revelou como a despedida funcionou: "Fizemos um pequeno memorial para ele com a sua mãe e a sua família. Fomos à praia, jogamos um monte de merda que ele gostava no mar. Um pouco de maconha, asas de frango, refrigerante de laranja que ele amava... Pac amava esse tipo de coisa, então nós demos a ele a nossa própria despedida"

  • Wikipedia

    William Shakespeare

    O dramaturgo resolveu fazer o testamento um mês antes de falecer, em 1616, e, no documento, garantiu estar com "a saúde perfeita". Surpreendentemente, excluiu a esposa, Anne Hathaway (mesmo nome da atriz norte-americana), deixando a maior parte dos seus bens para a filha mais velha, Susanna. Contudo, a oferta teve uma condição, a de que a herdeira passaria tudo, intacto, para seu primeiro filho. Só para não dizer que ficou sem nada, a viúva recebeu do marido sua "segunda melhor cama". O desejo foi expresso em um anexo, como se Shakespeare só tivesse se lembrado disso depois. Vale destacar que, naquela época, deixar uma cama de boa qualidade para alguém não era algo incomum, mas alguns estudiosos consideraram isso um insulto

Mais Listas