Topo

Ninho do Urubu, avião da Chape: relembre 16 tragédias nos esportes

Colaboração para ao BOL

12/02/2019 08h00

No dia 8 de fevereiro de 2019, o Brasil foi pego de surpresa com a notícia de um incêndio no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro, que vitimou 10 jovens atletas do Flamengo. O acidente já é uma das maiores tragédias do esporte brasileiro. Esta lista relembra essa e outras tragédias envolvendo atletas do Brasil e do mundo.

  • Reprodução/TV Globo

    Incêndio no Ninho do Urubu

    Dez jogadores das divisões de base do Flamengo, que tinham entre 14 e 16 anos, morreram após incêndio no alojamento onde dormiam no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro. O acidente pode ter sido causado pelo mau funcionamento de um ar-condicionado. 26 pessoas estavam no local, mas apenas 16 conseguiram sair com vida. As 10 vítimas foram Arthur Vinícius (14 anos), Athila Paixão (14), Bernardo Pisetta (14), Christian Esmério (15), Gedson Santos (14), Jorge Eduardo (15), Pablo Henrique (14), Rykelmo Viana (16), Samuel Thomas (15) e Vitor Isaías (14)

  • Reprodução/goal.com

    Morte de Emiliano Sala

    O atacante argentino Emiliano Sala foi contratado pelo Cardiff City, do País de Gales, junto ao Nantes, da França, em janeiro de 2019. No dia 21 de janeiro, o avião em que Sala estava para ir até Cardiff desapareceu no Canal da Mancha. Só no dia 3 de fevereiro foram encontrados os destroços. O corpo do jogador foi achado no dia 7 de fevereiro

  • Reprodução/Polícia Rodoviária Federal

    Acidente fatal no Maranhão

    O ônibus do time sub-17 do Verona, da cidade de Bacabal (MA), sofreu um acidente na BR-226, em julho de 2018. Morreram duas pessoas: o goleiro Diego Ruan, de 16 anos, e o presidente do time Ivan Santos Sousa, de 48

  • 2º Sargento Alex/Corpo de Bombeiros

    Acidente de carro com jogadora de vôlei

    Em maio de 2018, a jogadora de vôlei Moanna Galvão morreu após acidente de carro em Flexeiras, Zona da Mata de Alagoas. O carro onde Galvão estava foi atingindo por uma carreta na BR-101. Angélica Tais e Amanda Eudézia, que jogavam na mesma equipe de Moanna, também estavam no veículo e ficaram feridas

  • Reprodução/cbc.ca

    Acidente fatal no Canadá

    A equipe de Hóquei no Gelo Humboldt Broncos, do Canadá, sofreu um acidente de ônibus na cidade de Saskatchewan em abril de 2018. O veículo foi atingindo por um caminhão semirreboque e matou 16 dos 28 passageiros, sendo 13 atletas da equipe canadense

  • Reprodução/Globoesporte

    Susto com o sub-17 do Vasco

    Em 13 de maio de 2017, a equipe sub-17 do Vasco retornava ao Rio de Janeiro após jogar em Nova Friburgo (RJ) quando o ônibus em que a delegação estava tombou em uma curva em região próxima à cidade de Cachoeiras de Macacu (RJ). Alguns atletas ficaram feridos, mas não houve mortes

  • Reprodução/Sputnik

    Acidente com ginastas russas

    Em dezembro de 2016, um acidente de ônibus vitimou atletas da equipe juvenil de ginástica da Rússia. Ao todo eram 34 pessoas no veículo, sendo que destas 30 eram ginastas. Dez adolescentes, com idades entre 12 e 14 anos, morreram

  • Napoleão de Almeida/UOL

    Avião da Chapecoense

    Em 28 de novembro de 2016, o Voo LaMia 2933 levava a delegação da Chapecoense e jornalistas para Medellín, na Colômbia, onde o time brasileiro enfrentaria o Atlético Nacional pela final da Copa Sul-Americana. Por falhas humanas e esgotamento de combustível, o avião caiu em uma região montanhosa chamada Cerro Gordo, vitimando 71 das 77 pessoas a bordo. O acidente com o avião da Chapecoense é considerado a maior tragédia envolvendo uma equipe de futebol no Brasil e uma das maiores do mundo. Sobreviveram os jogadores Neto, Alan Ruschel e Follman, o jornalista Rafael Henzel, a comissária Ximena Suárez e o técnico de voo Erwin Tuwin

  • Reprodução/dnsul

    Morte de Fernandão

    Em 7 de junho de 2014, o ex-jogador de clubes como São Paulo, Goiás e Internacional morreu em um trágico acidente de helicóptero no interior de Goiás. Além de Fernandão, outras quatro pessoas da tripulação também morreram

  • Reprodução/02varvara

    Atletas russos de hóquei no gelo

    Em setembro de 2011, todos os membros da equipe de Hóquei no Gelo Lokomotiv Yaroslavi, da Rússia, morreram após queda de avião. A aeronave se chocou com uma antena e caiu matando 44 pessoas, sendo que destas, 37 eram integrantes do time

  • AP/ISNA

    Queda de avião no Irã

    Em julho de 2009, uma aeronave da Caspian Airlines caiu 15 minutos após decolar na cidade de Qazvin, no Irã. A bordo estava 168 pessoas, incluindo 10 membros (oito atletas e dois treinadores) da equipe juvenil de judô do Irã. Todos a bordo morreram

  • Reprodução/Fabiano do Amaral/Correio do Povo

    Ônibus do Brasil de Pelotas

    Em 15 de janeiro de 2009, um acidente na estrada vitimou três pessoas e deixou outros nove feridos na delegação do Brasil de Pelotas, clube do Rio Grande do Sul. O time retornava de ônibus para a cidade de Pelotas quando o veículo caiu em um barranco. Morreram o zagueiro Régis, o atacante Claudio Milar e o treinador de goleiros Giovani Guimarães

  • Welton Araújo/Agência A Tarde/AE

    Tragédia na Fonte Nova

    Em 2007, Bahia e Vila Nova se enfrentavam na Série C do Campeonato Brasileiro quando um buraco se abriu nas arquibancadas do anel superior da Fonte Nova. Torcedores caíram de uma altura de sete metros. O caso foi o estopim para o fechamento do estádio, que só voltou a receber jogos em 2013, após reforma

  • Reprodução/slbenfica

    Acidente com nadadores no Rio de Janeiro

    Quatro nadadores morreram após um acidente de carro no Rio de Janeiro em 2000: os atletas do Flamengo Bucar de Almeida, Rafael Leonel Bardi Alves e Daniel Aragão Mattos, todos com 19 anos, e o atleta do Botafogo Felipe César Freitas do Vale, de 17 anos

  • Reprodução/TV Record

    Ônibus de ginastas brasileiras

    Em 1997, um ônibus com ginastas artísticas do Brasil sofreu acidente na rodovia Presidente Dutra, em São Paulo. O veículo, que se dirigia para Curitiba, foi atingido por uma carreta e matou seis pessoas, além de deixar 14 feridas. Dentre as sobreviventes estava Georgette Vidor, um dos grandes nomes da ginástica brasileira, que ficou paraplégica

  • Reprodução/YouTube

    Morte de Dener

    Uma das grandes promessas do futebol brasileiro morreu em acidente de carro em abril de 1994. Dener ia de São Paulo para o Rio de Janeiro, onde jogava no Vasco, quando o carro em que estava sofreu um acidente. O atleta, que estava dormindo no banco do carona, morreu sufocado pelo cinto de segurança

Mais Listas