Topo

Sete curiosidades sobre a vida do ator Tom Cruise

Divulgação
Imagem: Divulgação

Colaboração para o BOL

03/07/2018 07h57

Tom Cruise completa 56 anos nesta terça-feira (3/7/2018) e celebra uma vida cercada por mistérios e muitas especulações. Relembre sete episódios curiosos da vida do ator.


Leia também:

  • Divulgação

    Quase padre

    Conhecido atualmente por ser um adepto da cientologia, Tom Cruise, no passado, foi seminarista franciscano. No entanto, aos 14 anos, ele abandonou o mosteiro depois de quatorze meses e resolveu se dedicar à atuação. Aos 18 anos, saiu da casa da mãe e do padrasto, em Nova Jersey, para morar em Nova York e investir na carreira artística

  • Divulgação

    Outras profissões

    Antes de engrenar na carreira de ator, Tom Cruise trabalhou como camareiro e ajudante de loja para se sustentar em Nova York, para onde se mudou justamente com a intenção de obter fama e sucesso. O primeiro papel dele, no entanto, foi conquistado na Califórnia, uma participação no filme "Amor Sem Fim" em 1981. Dois anos depois veio seu primeiro protagonista em "Negócio Arriscado" (foto)

  • Divulgação

    Palmilhas de um prodígio

    Ainda que fosse, na época, considerado fora dos padrões de beleza hollywoodianos e avaliado como baixinho para os padrões da indústria ­- Tom mede cerca de 1,70 metro e disfarça a estatura graças a sapatos com palmilhas de até cinco centímetros - o ator conseguiu atingir o sucesso em menos de cinco anos. Com "Top Gun - Ases Indomáveis", de 1986, ele tornou-se oficialmente o sonho de consumo adolescente

  • Brainpix

    Cientologia

    Foi a primeira esposa, Mimi Rogers, com quem se casou em 1987, quem apresentou a Tom a religião da qual ele se tornou o grande porta-voz. Se por um lado o romance acabou em três anos, por outro, as ideias criadas por L. Ron Hubbard, fundador da cientologia, estão até hoje na vida do ator. Aos poucos, ele foi abandonando os hábitos católicos e passou a vivenciar as novas crenças, alegando posteriormente que isso o teria curado da dislexia

  • Matt Turner/Liaison/Getty Images

    Relacionamentos

    Em 1990, ele conheceu Nicole Kidman (foto), com quem contracenou em "Dias de Trovão" e adotou duas crianças. Em 2001, eles romperam a relação por influência do líder da cientologia David Miscavige. Como durante o casamento o ator se afastou um pouco da religião, o representante resolveu intervir e, inclusive, tomou a decisão do divórcio em conjunto com Tom. Na sequência, o ator assumiu o namoro com Penélope Cruz, que durou quase três anos. Em 2005, foi a vez de Katie Holmes conquistar o coração do ator e em grande estilo, uma vez que ele resolveu se declarar em uma entrevista para o programa de Oprah Winfrey. Os pombinhos se casaram no ano seguinte em um castelo na Itália, mas se separaram justamente por conta da religião do ator. De acordo com a revista People, em depoimento à justiça sobre o período de 100 dias, em 2013, nos quais não viu a filha, Tom declarou que Katie decidiu se separar para proteger Suri da religião do pai

  • Braipinx

    Pai ausente

    Por falar no exercício da paternidade, Tom, de acordo com publicações especializadas em celebridades, está a cerca de cinco anos sem ver Suri por opção dele em decorrência da religião. Vale lembrar que durante a gestação da menina, o ator afirmou que comeria a placenta assim que ela nascesse por ser algo "muito nutritivo", mas por conta da repercussão dessas palavras, voltou a público afirmando que tudo não passou de uma brincadeira

  • Pawan Sharma/AP

    Declarações polêmicas

    Além de ter causada um alvoroço ao afirmar que foi curado da dislexia pela cientologia, Tom Cruise não ficou nada bem na fita ao dizer que a psiquiatria nada mais é do que uma "ciência nazista" e criticar a colega Brooke Shields por ter tomado medicamentos para tratar a depressão pós-parto. Segundo ele, a atriz deveria ter tomado apenas vitaminas

Mais Listas