PUBLICIDADE
Topo

As bizarrices dos acordos nupciais dos famosos

do BOL

20/04/2018 10h00

Ah, o amor! A troca de olhares, as mãos dadas, os beijos apaixonados, os corpos entrelaçados... Tudo é tão lindo! Até que não é mais. As brigas, intrigas, traições e separações, infelizmente, fazem parte do desmoronamento de uma relação. E esse mal também atinge os famosos, é claro. Porém, com fortunas em jogo e imagens a zelar, eles costumam ser mais objetivos e calculistas antes de subirem ao altar e, mesmo no auge da paixão, arrumam um tempinho para se dedicar às cláusulas dos contratos pré-nupciais, que, muitas vezes, incluem exigências bem bizarras.

  • AP Photo

    Kim Kardashian e Kanye West

    Os dois assumiram a relação em 2012, porém, para subirem ao altar, não foi tão simples. Os pombinhos assinaram um acordo que diz que a estrela de reality show deverá receber um milhão de dólares por cada ano que permanecer casada, limitando-se ao valor de dez anos. A mansão em Bel Air também deve ficar no nome da socialite. Para não correr riscos de ter que fazer aquela caixa com as coisas do ex para devolver, os dois já deixaram claro que Kim ficará com tudo o que ganhar de presente do cantor, o que inclui as joias. O rapper também colocou a amada como a principal beneficiária de seu seguro de vida, no valor de aproximadamente 20 milhões de dólares. Apesar de estarem prontos para oficializarem a união, eles permaneceram um tempo esperando que o documento ficasse pronto e fosse assinado antes de subirem ao altar

  • Brainpix

    Kim Kardashian e Kris Humphries

    O marido da socialite antes de Kanye West também assinou um contrato pré-nupcial, porém a documentação não foi tão simples e demorou meses para ser acordada. Após permanecerem apenas 72 dias casados, em 2011, o jogador de basquete queria que o contrato fosse cancelado. De acordo com o documento, os dois estariam proibidos de dar detalhes sobre o relacionamento se ele terminasse e a casa de Kim em Bervely Hills não entraria na partilha de bens

  • Alberto Pizzoli/AFP

    Justin Timberlake e Jessica Biel

    De acordo com o contrato estabelecido pelos dois, caso o cantor traísse a atriz, ela receberia uma indenização no valor de 500 mil dólares. A infidelidade por parte do rapaz já havia acontecido enquanto o casal ainda namorava, portanto a noiva tratou de se proteger dos problemas. Além disso, Jessica fez questão de incluir uma cláusula deixando bem claro que poderia se negar a ter filhos com Justin até que estivesse totalmente segura a respeito da lealdade do marido. Atualmente, os dois, que se casaram em 2012, são pais de Silas, que nasceu em 2015

  • AP

    Jennifer Lopez e Ben Affleck

    Os pombinhos tiveram uma relação bem conturbada que tomou todos os holofotes em 2003. O namoro chegou ao fim no início de 2004, a apenas poucos dias da cerimônia para oficializar a união. O acordo pré-nupcial dava direito a metade dos bens do marido para a esposa, caso ele a traísse. Em contrapartida, o ator exigia sexo pelo menos quatro vezes por semana

  • 19.mai.2012/Reuters

    Mark Zuckerberg e Priscilla Chan

    O acordo pré-nupcial dos dois garante que a esposa do fundador do Facebook tenha direito a pelo menos um encontro a sós com o maridão por semana. Não deve ser fácil manter a chama da paixão acesa com um companheiro tão ocupado, não é mesmo?

  • Tasos Katopodis/Getty Images

    Rosie O'Donnell e Michelle Rounds

    Em 2012, a apenas 11 horas de oficializar a união com a companheira, a atriz e comediante Rosie O'Donnell (à dir.) decidiu que não deveria se casar sem antes planejar um belo acordo nupcial. Pega de surpresa, Michelle concordou, inclusive com a cláusula que afirmava que, caso traísse a esposa, não receberia nada com o divórcio. Foi o que aconteceu em 2015 e elas se separaram. Em 2017, Michelle cometeu suicídio

  • Valery Hache/AFP Photo

    Nicole Kidman e Keith Urban

    Para cada ano ao lado da esposa, o cantor ganha 640 mil dólares em caso de divórcio. Porém, como Keith já foi viciado em cocaína, a esposa fez questão de incluir no contrato uma cláusula que diz que caso ele, enquanto estiver casado, faça uso de alguma droga ilícita, perde o direito a todo o dinheiro. Eles subiram ao altar em 2006

  • Getty Images

    Khloé Kardashian e Lamar Odom

    A exemplo da irmã Kim, Khloé também se mostrou adepta dos acordos pré-nupciais ao se casar com Lamar Odom em 2009, apenas um mês depois de terem se conhecido. Nas cláusulas, eles, que não estão mais juntos (ela pediu o divórcio em 2013), definiram que o maridão pagaria 500 mil dólares para a esposa por cada ano que vivessem juntos, além de uma pensão de 25 mil dólares e uma mesada de cinco mil para compras e mais um mil para tratamentos estéticos, além de ingressos para jogos de basquete caso os dois se separassem. Khloé também ficaria com a casa em que eles moravam e sairia do relacionamento com um carro novo

Listas