Topo

12 frutas típicas do Cerrado brasileiro

do BOL

2018-01-11T16:00:00

11/01/2018 16h00

O Cerrado corresponde a 20% de todo o território nacional, sendo o segundo maior bioma do Brasil. Fica na região do Planalto Central e do seu solo saem diversos frutos deliciosos que, muitas vezes, não são tão conhecidos no restante do país. Nesta lista, você vai ficar por dentro de frutas típicas da região.

Leia também:

  • Reprodução/MercadoLivre

    Araticum

    O araticum tem uma casca grossa e sua polpa é toda recheada com pequenas sementes pretas e lisas. Ela costuma ser consumida ao natural, e sua árvore possui um crescimento lento, chegando a alcançar até oito metros

  • Reprodução/Fondazione Slow Food

    Baru

    O baruzeiro é uma das espécies ameaçadas de extinção, por conta do desmatamento predatório. Tanto seu fruto, o baru, quanto sua madeira possuem grandes qualidades. O fruto é protegido por uma forte casca que esconde em seu interior uma espécie de amêndoa, com teor de proteína mais alto que a castanha. O baru tem um gosto parecido com o amendoim e é rico ainda em óleos graxos, importantes para nossa saúde

  • Reprodução/Wikimedia Commons

    Buriti

    O buriti floresce praticamente o ano inteiro e dá grandes cachos recheados com a fruta. A sua casca é bastante peculiar e funciona como uma proteção contra predadores. Da sua fruta, também é possível fazer vinhos

  • Wikipedia

    Cagaita

    A cagaita também é uma fruta pequenina e chega a aproximadamente apenas três centímetros de diâmetro. A polpa é suculenta e macia, com um leve sabor ácido. Mas deve-se tomar alguns cuidados: se consumido em grande quantidade, pode ter efeito laxante

  • Reprodução/Governo do Brasil

    Cajuzinho-do-Cerrado

    O cajuzinho-do-cerrado (ou cajuí) é bem parecido com o caju, mas sua diferença está exatamente no seu tamanho: a fruta é pequenina com coloração avermelhada. Pode-se consumir tanto a polpa, suculenta e um pouco ácida, quanto a noz. O cajuzinho é também muito utilizado para fazer licores

  • Reprodução/Wikimedia Commons

    Coquinho azedo

    De cada cacho do coquinho azedo, saem, em média, 180 frutos, podendo chegar a mais de 500 de uma só vez. A fruta é pequena e fica amarela quando madura, com um sabor doce. O coquinho azedo também é comum na Bahia e Minas Gerais, e ainda é rico em fibras, vitaminas A e C e potássio

  • Reprodução/Wikimedia Commons

    Jatobá

    O jatobá já foi muito utilizado em momentos importantes dos povos indígenas. Por esse motivo, ela hoje é considerada um patrimônio nacional. A polpa dessa fruta é um pó verde amarelado e rica em ferro. Também é consumida a casca, usada para fazer chás. Além da fruta, a madeira dessa árvore é muito utilizada para fabricação de móveis

  • Reprodução/Realistic Coloring Pages

    Mangaba

    Só a origem do nome já diz muito sobre a fruta: em tupi, mangaba significa coisa boa de comer. A fruta tem aspecto semelhante a uma pera, com polpa branca, suculenta e um pouco ácida. A fruta tem sofrido com o desmatamento para dar lugar à cana-de-açúcar, sendo hoje uma espécie que corre o risco de extinção

  • Reprodução/Wikimedia Commons

    Murici

    O murici floresce, normalmente, após os períodos de chuva, quando começam a surgir essas pequenas frutinhas alaranjadas e com um delicioso sabor. O murici vira sorvete, suco, doces e até farinha. Além disso, esse fruto é um grande aliado no controle da diabetes, sendo riquíssimo em fósforo, ferro, cálcio, proteína e vitaminas B1, B2 e C

  • Reprodução/Wikimedia Commons

    Pequi

    Um dos mais conhecidos e consumidos, o pequi possui uma camada de espinhos embaixo da polpa. Essa camada esconde uma amêndoa macia e muito saborosa. O seu nome vem do tupi e significa exatamente pele espinhenta. Normalmente, você vai encontrar a fruta entre novembro e janeiro

  • Reprodução/Pixabay

    Pera-do-campo

    O sabor é meio doce e meio azedo e pode ser muito refrescante. Tanto que aparece no livro do Guimarães Rosa "Grande Sertão: Veredas", onde figurava a limonada de pera-do-campo. Ela começa a dar frutos a partir de outubro

  • Wikipedia

    Pitomba

    A pitomba é também conhecida como olho de boi, por conta do aspecto de sua polpa - com uma coloração esbranquiçada, parecida com um olho. Ela tem um sabor bem adocicado e também pode ser encontrada em países vizinhos, como Bolívia e Paraguai

Mais Listas