Topo

Lázaro Ramos diz que separação fortaleceu casamento com Taís Araújo

Lázaro no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro - Thiago Duran/AgNews
Lázaro no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Imagem: Thiago Duran/AgNews
do UOL

Carol Martins

Do UOL, em São Paulo

14/08/2019 21h49

Prestes a completar 15 anos ao lado de Taís Araújo, Lázaro Ramos disse hoje (14) que a separação vivida no passado foi fundamental para o crescimento de seu casamento com a atriz. Os dois se distanciaram por menos de um ano.

"A separação veio para fortalecer, foi um momento em que a gente se reencontrou e foi lindo. Tem forma para relacionamento dar certo? Se tivesse, a gente ia escrever um livro e ficar milionário, porque todo mundo ia querer ler", disse ele, em tom divertido, durante conversa com a imprensa em São Paulo.

"Tem uma coisa que a gente nem sempre fala: é um processo de construção. A gente está junto há 14 anos, vamos completar 15 em setembro, e nem sempre foi fácil. Isso é um trabalho de paciência, de respeito, de admiração mútua, de compreensão das falhas, de estímulo para acertar mais. É um processo de construção, não é 'casal margarina'. Muito pelo contrário, isso não existe", afirmou Lázaro.

Recentemente, a apresentadora Fátima Bernardes se encantou com a forma como ele olha para Taís. "A minha mulher é incrível, gente, eu vou olhar para ela como?", perguntou Lázaro na noite de hoje.

"É super raro [discutir com Taís no ambiente de trabalho], mas é sempre para o trabalho, para fazer melhor, para construir. Nunca pessoal. É bonito a gente ter encontrado isso na profissão. A gente trabalha muito junto, e qualquer discussão nossa é para fazer melhor o trabalho. Não é uma picuinha um com o outro", contou o ator.

Ele disse que não há como separar as discussões de trabalho que tem com a mulher e as questões pessoais de sua família. "Não separa, não. É tudo misturado. No meio do trabalho, a gente fala das contas para pagar, sobre as crianças. A gente conversa tudo", disse o ator, que está na capital paulista para o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019.

"Eu comecei a ser visto pelo cinema, que é uma coisa rara. Quando eu saí de Salvador e cheguei ao Rio de Janeiro, tinha um monte de filme sendo feito. O cinema me abraçou. Hoje, para mim, esta é uma noite de encontrar família, sabia? Eu reencontro um monte de colega que a gente não vê todos os dias, cada um na sua luta, e a gente celebra o cinema", exaltou Lázaro.

Mais Entretenimento