PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

BC da China pede repressão mais dura às criptomoedas

21/06/2021 09h22

XANGAI (Reuters) - O banco central da China disse nesta segunda-feira que recentemente convocou alguns bancos e instituições de pagamento, pedindo-lhes que reprimam mais duramente o comércio de criptomoedas.

A reunião do Banco do Povo da China com instituições como o Banco Agrícola da China (AgBank) e Alipay veio depois que o Conselho de Estado da China, ou gabinete, prometeu reprimir o comércio e mineração de bitcoin no mês passado.

O banco central pediu às instituições a lançar verificações completas nas contas dos clientes para identificar os envolvidos em transações de criptomoeda e cortar prontamente seus canais de pagamento.

"O comércio especulativo em moedas virtuais turva a ordem econômica e financeira, gera os riscos de atividades criminosas, como transferências ilegais de ativos e lavagem de dinheiro, e põe em perigo a riqueza das pessoas", disse o banco central chinês em comunicado.

A alta do bitcoin em todo o mundo reviveu o comércio especulativo na China, onde as pessoas compram criptomoedas utilizando iuanes por meio de contas bancárias ou plataformas de pagamento.

Notícias