PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Sistema de defesa de Israel é acionado durante transmissão ao vivo de TV

Escudo antimíssil de Israel em ação para interceptar foguetes disparados contra o país. - Fox News
Escudo antimíssil de Israel em ação para interceptar foguetes disparados contra o país. Imagem: Fox News
do UOL

Colaboração para o UOL

17/05/2021 21h46

Durante a cobertura ao vivo do correspondente internacional da Fox News, Trey Yingst, de mais um dia de confronto entre as forças israelenses e o grupo Hamas, imagens mostraram o sistema de defesa antiaérea de Israel, batizado de Domo de Ferro, entrando em ação para interceptar mísseis disparados da Faixa de Gaza contra o país.

O repórter explicava como funciona o moderno escudo antimíssil de Israel, quando um foguete é disparado para impedir mais um ataque lançado pelo Hamas contra o sul do Estado judeu.

Com o som das sirenes israelenses ecoando ao fundo da transmissão, Yingst avisa aos telespectadores: "ouça, você vai ouvir uma explosão a qualquer segundo agora".

O poderoso sistema israelense de interceptação de mísseis, chamado Domo de Ferro, é parte do amplo arsenal de defesa aérea de Israel. Ele foi projetado para interceptar e destruir foguetes de curto alcance e bombas de artilharia disparadas de distâncias de 4 a 70 quilômetros, e cuja trajetória seja áreas povoadas.

Segundo o fabricante, a companhia de desenvolvimento de tecnologia de defesa Rafael Advanced Defense Systems, esse escudo antimísseis é eficaz em mais de 90% dos casos e tem sido um elemento fundamental para a proteção de Tel Aviv e outras cidades de Israel.

O sistema é composto por três elementos: um radar de detecção e rastreamento, um sistema de controle de armas e gerenciamento de batalha (BMC) e uma unidade de disparo de mísseis (MFU).

Escalada das tensões

O conflito entre Israel e Palestina entrou na sua segunda semana com intensificação dos bombardeios à Faixa de Gaza. Desde o início das hostilidades, quase 200 palestinos morreram, incluindo 59 crianças, e mais de 1.300 ficaram feriados, de acordo com um levantamento palestino.

Segundo o governo de Israel, dez israelenses também foram vítimas dos ataques lançados de Gaza pelo Hamas, incluindo uma criança, e 294 ficaram feridos por foguetes.

Notícias