PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Arauz reconhece derrota nas eleições equatorianas: "Revés eleitoral"

12/04/2021 16h25

Quito, 11 abr (EFE).- O candidato Andrés Arauz reconheceu neste domingo a derrota no segundo turno das eleições presidenciais do Equador e a consequente vitória do concorrente Guillermo Lasso, depois de apurados 97,91% dos votos.

"Este é um revés eleitoral, mas de forma alguma uma derrota política ou moral", declarou Arauz em discurso aos partidários em Quito.

O candidato apoiado pelo ex-presidente Rafael Correa revelou que telefonará para o concorrente para parabenizá-lo. "Que lhe mostrar as convicções democráticas de poder continuar contribuindo para o desenvolvimento do país quando se trata de beneficiar a maioria de nosso povo e de se opor de forma construtiva e responsável quando eles simplesmente procuram servir aos privilégios", disse.

Com 97,91% dos votos apurados, os resultados oficiais parciais dão 52,49% a Lasso, do Criando Oportunidades (Creo) e 47,51% a Arauz, da plataforma da União pela Esperança (Unes) e o sucessor de Correa na legenda. "Hoje não é um fim, é o começo de uma nova etapa de reconstrução do poder popular. Vamos continuar tecendo laços de unidade para o bem-estar de todos os equatorianos", afirmou, entre aplausos.

Por fim, o candidato derrotado se comprometeu a ser vigilante nas atitudes do futuro gabinete de Lasso, que recoloca a direita no poder no Equador após 20 anos.

"Os mais de 4 milhões de votos que me acompanham hoje são um mandato, um compromisso para defender políticas que acompanham e promovem a justiça social, a dignidade, a educação e a saúde pública", disse ele. Estaremos vigilantes contra qualquer tentativa de usar o Estado em benefício dos poucos privilegiados. Estaremos, como sempre fizemos, defendendo as grandes maiorias, o povo digno", avisou. EFE

sm/dr

(foto) (vídeo)

Notícias