PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

PA: Bombeiros encontram corpo de caminhoneiro que desapareceu em cachoeira

Caso foi atendido por bombeiros de Guarantã do Norte (MT), mais próximos do local - Corpo de Bombeiros/Divulgação
Caso foi atendido por bombeiros de Guarantã do Norte (MT), mais próximos do local Imagem: Corpo de Bombeiros/Divulgação
do UOL

Daniel César

Colaboração ao UOL, em Pereira Barreto (SP)

24/02/2021 18h12

O corpo de Elis Roberto da Silva, de 44 anos, foi encontrado hoje à tarde pelo Corpo de Bombeiros. Ele havia desaparecido no domingo (21) ao cair na Cachoeira da Serra, que fica em Altamira (PA), a cerca de 700 km de Belém.

O UOL procurou o Corpo de Bombeiro de Guarantã do Norte (MT) e confirmou a informação. "É um complexo de cachoeira com uma maior, uma menor e uma gigante. Ele passou pelas três cachoeiras e foi encontrado a mil metros do local do acidente", afirmou o sargento Krugger.

A reportagem apurou que Elis Roberto era caminhoneiro, morador de Aparecida do Taboado (MS) e estava a trabalho na região, tendo parado para aproveitar as águas da região para nadar. Ele teria tentado fazer uma selfie na beira da cachoeira e acabou escorregando, desaparecendo em seguida.

O próprio sargento Krugger explicou os motivos que levaram os bombeiros de Guarantã do Norte atenderem a chamada, já que o acidente aconteceu no Pará. "A região é muito remota e daqui até Altamira são 150 km. O bombeiro mais próximo dentro do estado fica a 900 km, por isso optamos por atender a ocorrência", garantiu.

Segundo o profissional, desde o domingo as buscas vinham sendo realizadas, mas havia muita dificuldade para localizar o corpo por conta do volume de água, já que se tratam de três cachoeiras. Ele lembrou ainda que não há detalhes sobre o estado do corpo.

"A região é remota e muito difícil de falar. Os bombeiros que atenderam a ocorrência nos disseram que estavam esperando a chegada da Polícia Civil para registrar o caso", conta. O sargento também disse que é possível que o corpo de Elis seja enviado para o Mato Grosso.

"A região onde aconteceu não tem IML e, por causa disso, existe a possibilidade de que o corpo seja trazido para cá, mas ainda não fomos informados."

Notícias