PUBLICIDADE
Topo

Tesla autoriza Elon Musk a pedir compensação de US$ 775 milhões

28/05/2020 21h05

Nova York, 29 Mai 2020 (AFP) - Elon Musk, o excêntrico diretor da fabricante de automóveis elétricos Tesla, foi autorizado a reivindicar um primeiro pagamento imediato que poderia lhe render 775 milhões de dólares, resultado de um programa de compensação ligado ao rendimento financeiro da empresa.

Em um documento datado desta quinta-feira (28) e enviado à Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (SEC), agência federal reguladora da bolsa americana, o grupo californiano informou que Musk, diretor-executivo e cofundador da empresa, pode, a partir de agora receber uma primeira parte de um pacote de opções de compra de ações que integram um programa de remuneração feito sob medida e anunciado em 2018.

Os acionistas da empresa asseguraram a Musk na ocasião 20,3 milhões de ações da Tesla, equivalentes a 56 bilhões de dólares, em um período de dez anos.

No entanto, esta compensação está sujeita a certas condições. Musk só pode obter as parcelas em aumentos de 1%, ou 1,69 milhão de ações, cada vez que a Tesla cruzar um limite pré-estabelecido no mercado acionário e alcançar determinado nível de receita e lucros.

"Na data deste documento, uma das etapas importantes relativas à receita (anual) de 20 bilhões de dólares e uma capitalização em bolsa de 100 bilhões de dólares (sobre um período dado) foi alcançado e certificado pelo conselho administrativo", disse a companhia o comunicado enviado à SEC.

Isto habilita Musk, fundador da companhia espacial SpaceX, a reivindicar um benefício de cerca de 1,69 milhão de ações, que comprará a 350,02 dólares cada uma.

Se decidisse vendê-las de imediato, ao preço por ação no fechamento desta quinta-feira, de 805,81 dólares em Wall Street, Musk embolsaria 774,84 milhões de dólares.

No fim de abril, a Tesla reportou lucros pela primeira vez em um primeiro trimestre em 17 anos e disse que no ano de 2020 poderia entregar mais veículos do que o prometido, apesar do fechamento prolongado de sua fábrica na Califórnia pela pandemia do novo coronavírus.

lo/vog/dax/piz/dga/mvv

TESLA MOTORS

Notícias