PUBLICIDADE
Topo

Mais de 23 milhões de pessoas se cadastraram para receber auxílio de R$ 600

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto
do UOL

Do UOL, em São Paulo

08/04/2020 14h43Atualizada em 27/04/2020 12h48

Mais de 23 milhões de pessoas já fizeram o cadastro para receber o auxílio emergencial de R$ 600, segundo informado pela Caixa Econômica Federal. Só o site auxilio.caixa.gov.br recebeu aproximadamente 159,3 milhões de visitas.

O benefício atenderá cerca de 54 milhões de pessoas por três meses e tem custo de R$ 98 bilhões aos cofres públicos. Os pagamentos vão começar amanhã (9). Veja como se cadastrar para pedir o auxílio.

Vale lembrar que não é necessária corrida e aglomeração de pessoas nas agências e nas lotéricas. Todos os beneficiários vão receber seus recursos "de forma segura, organizada e transparente", promete a Caixa, a partir do aplicativo para celular, do site oficial da central telefônica exclusiva 111.

Requisitos para o auxílio emergencial

Para ter direito à concessão do benefício, o trabalhador tem que cumprir os seguintes requisitos:

  • Ser maior de 18 anos;
  • Não ter emprego formal ativo;
  • Não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial ou beneficiário do seguro-desemprego;
  • Não ser beneficiário de programa de transferência de renda federal, exceto o Bolsa Família;
  • Ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135);
  • Não ter recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI), contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) ou trabalhador informal, de qualquer natureza, inscrito no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico).

Público CadÚnico

Os inscritos no CadÚnico até 20 de março de 2020 que cumpram os requisitos legais, não façam parte do Bolsa Família e tenham conta poupança na Caixa ou conta corrente no Banco do Brasil receberão o crédito de forma automática.

No caso daqueles sem conta na Caixa ou Banco do Brasil, o crédito será feito na poupança social digital da Caixa.

Neste último caso, os valores disponíveis na poupança poderão ser transferidos digitalmente assim que forem creditados. Também poderão ser sacados em espécie nos caixas eletrônicos e lotéricas, conforme calendário a ser divulgado.

  • Parcela 1: 48 horas após o recebimento da base de beneficiários elegíveis avaliada pela Dataprev;
  • Parcela 2: entre 27 e 30 de abril;
  • Parcela 3: entre 26 e 29 de maio.

Cadastrados no app ou no site

Os cidadãos que se enquadram na lei mas estão fora do CadÚnico devem registrar a autodeclaração no site auxílio.caixa.gov.br ou no app "Caixa Auxílio Emergencial", sempre cumprindo os critérios de elegibilidade que serão avaliados pela Dataprev.

Eles receberão o crédito em conta de qualquer instituição financeira indicada no momento do cadastro ou crédito na poupança social digital da Caixa, aberta automaticamente em nome do trabalhador.

Os valores disponíveis na poupança poderão ser transferidos digitalmente assim que forem creditados. Estão incluídos serviços como visualização de saldo, extrato, pagamento de contas e transferências gratuitas para contas de qualquer banco.

  • Parcela 1: início dos créditos em 14 de abril;
  • Parcela 2: entre 27 e 30 de abril;
  • Parcela 3: entre 26 e 29 de maio.

Notícias