Topo

Marcola citado por Lula é sociólogo e assessor do PT, não o líder do PCC

do UOL

Marcelo Oliveira

do UOL, em São Paulo

19/11/2019 04h01

Uma mensagem que circula nas redes sociais tenta vincular erroneamente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), por conta de um trecho de discurso do ex-presidente após sua saída da prisão, no último dia 9.

Em um palanque montado na frente do prédio da Polícia Federal, em Curitiba, Lula agradeceu várias pessoas, entre elas "o companheiro Marcola".

Lula diz: "Quero cumprimentar o companheiro Marcola, que me subsidiava de material, de informações, e com quem eu também poderia dar um esporro de vez em quando".

Ao final do trecho o ex-presidente se aproxima do assessor e o cumprimenta.

FALSO: Marcola citado por Lula não é o líder do PCC

No Facebook, mensagens tentam vincular a homenagem de Lula a um dos líderes do PCC, cujo apelido é Marcola.

Um dos primeiros textos a circular nas redes diz o seguinte:

"Nunca tive dúvidas do envolvimento do PCC com os Petralhas... Hoje dia 9/11/19, vejam o Lula agradecendo ao companheiro Marcola chefe do PCC. O STF nos dá um tapa na cara, solta o maior corrupto que ainda faz um agradecimento ao maior traficante??? Isso não pode passar em branco".

Muitas das postagens são acompanhadas pelo trecho do vídeo em que Lula cita o assessor Marcola, que aparece na imagem.

Sociólogo e mestre

O sociólogo Marco Aurélio Santana Ribeiro, assessor do PT cujo apelido é Marcola - Arte/UOL
O sociólogo Marco Aurélio Santana Ribeiro, assessor do PT cujo apelido é Marcola
Imagem: Arte/UOL
O Marcola citado por Lula não é membro do PCC.

O ex-presidente se referiu a Marco Aurélio Santana Ribeiro, cujo apelido também é Marcola, assessor do PT, sociólogo e mestre em ciência política

Enquanto Lula esteve preso, Marco Ribeiro era o principal contato entre Lula e o mundo exterior. Levava cartas do ex-presidente para militantes e artistas, por exemplo, e entregava para o ex-presidente pendrives com filmes, livros e reportagens.

Ele ficou conhecido como o "carteiro de Lula", em reportagem publicada pela revista Piauí.

Em publicação no perfil de Lula no Facebook de 20 de dezembro de 2018, Marco Ribeiro dá um recado de Lula para os participantes da vigília que ficavam acampados em frente à PF de Curitiba. Esse trecho foi utilizado no vídeo que abre este texto.

Coincidência de apelido

A coincidência entre os Marcolas acaba no apelido. O verdadeiro nome do líder do PCC é Marcos Willians Herbas Camacho.

O Marcola do PCC está preso na penitenciária federal de segurança máxima de Brasília. Portanto, ele jamais poderia desempenhar a função de assessor de Lula em Curitiba.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Notícias