Topo

Trump diz que 'pequeno número' de militares dos EUA permanece na Síria

21/10/2019 19h58

Washington, 21 Out 2019 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revelou nesta segunda-feira que um "pequeno número" de militares americanos permanece na Síria, e que a maioria do contingente já saiu do nordeste do país, como estava previsto.

Segundo Trump, este "pequeno" contingente americano se encontra no momento em "uma parte totalmente diferente" do país, na fronteira com Jordânia e Israel.

O presidente disse ainda que outro grupo estacionado no território sírio "garante o petróleo", em referência aos campos petroleiros que os Estados Unidos defendem contra combatentes jihadistas.

Exceto por isto, as tropas americanas estão "saindo muito bem" da Síria, assinalou o presidente.

Trump negou que seja uma retirada precipitada, apesar do abandono de algumas bases utilizadas pelos americanos do dia para a noite.

"Até agora não foi derramada uma só gota de sangue de soldado americano neste etapa. Ninguém foi assassinado ou cortou um dedo sequer, nada".

O secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, revelou mais cedo em Cabul que a retirada das tropas americanas exigirá "semanas".

"Temos tropas em cidades do nordeste da Síria que se encontram ao lado de campos de petróleo. As tropas nestas cidades não estão na atual fase de retirada".

No dia 7 de outubro, Trump anunciou a retirada das tropas americanas da fronteira turca no norte da Síria, abrindo o caminho para uma ofensiva da Turquia contra as forças curdas, aliadas dos EUA na campanha contra os jihadistas do Estado Islâmico.

A ofensiva turca se deteve na quinta-feira passada, após um cessar-fogo negociado por Washington, que expira nesta terça-feira às 19H00 GMT (16H00 Brasília).

sms-jm-ad/piz/lr

Notícias