Topo

Pastor morto no RJ fundou igreja com esposa deputada e adotou 51 crianças

Reprodução/Facebook
Pastor Anderson do Carmo de Souza e deputada federal Flordelis (PSD-RJ) Imagem: Reprodução/Facebook
do UOL

Marina Lang

Colaboração para o UOL, no Rio

2019-06-17T12:41:14

17/06/2019 12h41

O pastor Anderson do Carmo, 42, assassinado a tiros na madrugada de ontem em frente à sua casa em Niterói (região metropolitana do Rio), conheceu a mulher, a deputada federal Flordelis (PSD), por meio de um culto evangélico que a mãe da deputada fundou no Complexo do Jacarezinho, zona norte do Rio.

A Polícia Civil do Rio investiga se a morte do pastor Anderson do Carmo de Souza, marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), foi encomendada. A delegacia de homicídios de Niterói e São Gonçalo, responsável pela investigação, apura se uma desavença familiar motivou o crime.

O casal se conheceu em 1993 por meio dos pequenos cultos organizados pela mãe de Flordelis na comunidade. Quando se casaram em 1994, segundo informações da igreja, adotaram 37 crianças de uma só vez. Anderson deixou 55 filhos, dos quais quatro são biológicos com a parlamentar.

Egressa da comunidade, a deputada tem uma trajetória de resgate social de crianças e adolescentes. No começo de sua carreira, ela transitava durante as madrugadas em favelas do Rio. Segundo as informações da sua biografia pessoal, o objetivo era resgatar menores e jovens envolvidos com o tráfico de drogas.

Reprodução/Facebook
Casal adotou 51 crianças e tinha quatro filhos biológicos Imagem: Reprodução/Facebook
Em 1999, o trabalho de evangelização do casal ganhou fôlego com a criação da fundação Comunidade Evangélica Ministério Flordelis, no bairro da Rocha, também na zona norte do Rio. A deputada iniciou uma carreira de cantora gospel independente no mesmo ano.

Três anos depois, eles fundaram juntos o Templo do Ministério no bairro do Colubandê, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. A congregação evangélica, atualmente, conta com cinco filiais espalhadas pelo estado do Rio de Janeiro.

Anderson presidia o Ministério Flordelis - A Cidade do Fogo, no bairro Mutondo, em São Gonçalo, e fazia conferências de cunho religioso até a sua morte no domingo.

História de deputada virou filme com Marquezine e Cauã

A história da deputada federal virou filme por meio de uma produtora e distribuidora de películas evangélicas lançado em 2009.

O documentário, que leva o nome da parlamentar, é narrado pela própria Flordelis. As memórias dos filhos adotivos são remontadas a partir de encenações de estrelas globais como Bruna Marquezine, Cauã Reymond, Deborah Secco, Fernanda Lima, Reynaldo Gianecchini, Letícia Spiller, Letícia Sabatella e Rodrigo Hilbert. À época, o elenco abriu mão do cachê, que foi revertido para a construção de uma moradia melhor para as crianças.

História de Flordelis virou filme em 2009

UOL Cinema

O corpo de Anderson foi velado ontem e hoje na Cidade do Fogo, sede da congregação missionária, e foi sepultado hoje, às 11h, no Memorial Parque Nycteroy, em São Gonçalo.

O UOL tentou entrar em contato com assessores do pastor, mas não houve retorno até o fechamento desta reportagem.

A assessoria da vítima se manifestou ontem, por meio de nota. "O pastor Anderson estava cumprindo um ministério maravilhoso de redenção de almas, em uma luta diária para evitar que o ódio continue a ceifar vidas por falta de Deus no coração dos seres humanos. Hoje é um domingo muito triste, muito triste em nossas vidas. PEDIMOS ÀS ORAÇÕES DE TODOS!", disse o comunicado.

Em uma breve entrevista coletiva ontem, a deputada federal estava abalada com a morte do marido. "Essa violência que está imperando no nosso estado tem que acabar. Tem que ter um jeito, tem que recuar. Do jeito que está não pode continuar. Quantos mais inocentes vão ter que morrer? São 55 filhos agora sem pai. Eu só fui dar um passeio com o meu marido. Mais nada", lamentou ela, com voz embargada. "Ele sacrificou a vida dele para proteger a família", continuou.

A ministra da Família, Mulher e Direitos Humanos, Damares Alves, prestou condolências sobre a morte de Carmo em sua conta no Twitter.

"Estou profundamente abalada com a notícia do assassino do meu querido amigo e pastor Anderson Carmo, esposo da minha também amiga deputada @Flordelismk. Uma pessoa ímpar, exemplo para tanta gente. Pai de 56 filhos, a maioria adotivos", escreveu Damares.

Mais Notícias