PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Jogador africano diz que mãe foi morta em ritual para que sua carreira decolasse

N"Zigou (camiseta escura) citou ritual, falsificação de documento e relações sexuais - TV2Vie/Reprodução
N'Zigou (camiseta escura) citou ritual, falsificação de documento e relações sexuais Imagem: TV2Vie/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

22/08/2018 18h54

Shiva N’Zigou é um atacante gabonês de relativo sucesso no futebol internacional. Aos 34 anos, acumula no currículo passagens por clubes franceses e belgas, além de ter defendido a seleção de seu país. Na Copa Africana de Nações de 2000, marcou na derrota por 3 a 1 para a África do Sul, tornando-se o jogador mais jovem da história do torneio a balançar as redes – tinha, na época, 16 anos e 93 dias.

Veja também:

Só que não foi seu histórico que o colocou nas manchetes internacionais nos últimos dias. Em um testemunho exibido pela emissora religiosa TV2Vie, N’Zigou afirma, entre outras coisas, que sua mãe foi morta pelo próprio pai em um ritual de sacrifício feito com o objetivo de que sua carreira no futebol decolasse.

“Minha mãe está morta porque foi sacrificada. Assinei muitos contratos, e meu pai queria todo o dinheiro. Ele me disse que iria matar minha mãe. Recusei essas ideias, mas ele fez isso assim mesmo, porque achava que o espírito dela podia ajudar minha carreira a evoluir”, disse o atacante, sem registros oficiais em clubes nos últimos anos.

O pai alegou ter recebido do próprio Shiva N’Zigou o pedido pelo sacrifício da mãe durante sonhos. O jogador recusou a proposta do pai, mas lamentou: “Infelizmente, foi feito”.

Ainda em meio às diversas afirmações, o ex-jogador de Nantes e Reims disse que tinha 21 anos quando disputou a Copa Africana de Nações de 2000, e não 16, conforme informavam seus documentos. Desta forma, não seria o recordista de jogador mais jovem a marcar um gol na CAN, e teria hoje 39 anos.

“Tenho cinco anos a mais. Menti sobre a minha idade quando me mudei para França”, contou ele, que deixou o Gabão e chegou à base do Nantes em 1999.

Fora de campo, Shiva N’Zigou ainda contou que manteve relações sexuais com familiares e amigos. “Tive relações com a minha tia e depois com a minha irmã. Fui para a cama com minha irmã”, contou N’Zigou. “Também dormi com um amigo meu e mantive um relacionamento de longo prazo com outro homem”, acrescentou.

Quer receber notícias de graça por mensagem no seu Facebook? Clique AQUI e digite Notícias após acessar o Messenger. É muito simples!

Notícias