PUBLICIDADE
Topo

Listas

Mais que sessentão: Edson Celulari em 14 fatos

Colaboração para o BOL

20/03/2019 08h00

O ator Edson Celulari completa 61 anos nesta quarta-feira (20/3/2019). Ele precisou convencer o pai quando resolveu seguir a carreira de ator, saiu do interior para a capital para se dedicar à profissão, se casou com Claudia Raia em uma cerimônia budista, anunciou o divórcio, enfrentou um câncer, subiu ao altar novamente em uma festa secreta e tem muito mais para contar... Confira!

  • Reprodução/Globo

    Diretamente do interior

    Era no interior de São Paulo, mais precisamente em Bauru, que Edson Celulari sonhava com a carreira de jogador de futebol. A família morou na zona rural até o filho completar 14 anos e, aos 16, ele se mudou para a capital com o objetivo de estudar teatro na Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo

  • Reprodução/Canal Viva

    Descoberta do teatro

    Os sonhos do pequeno Edson passavam bem longe dos palcos, até que o pai dele arrendou a cantina da escola em que os filhos estudavam. Acontece que a lanchonete ficava na coxia do teatro, por onde era preciso passar para chegar até lá. "Nesse trajeto que eu sempre fazia, às vezes eu parava no palco e começava a imitar os cantores, sem que ninguém me olhasse. Quando percebia alguém, me escondia de vergonha. Se posso dizer que tive um momento, um start, foi ali, onde me despertei para o teatro", relembrou o artista em conversa com o site Memória Globo

  • Estevam Avellar/Rede Globo

    Escondido do pai

    Iniciar a carreira como ator não foi tão simples para Edson Celulari. "Meu pai era um homem muito simples, ele trabalhava muito para ver os filhos com um diploma importante nas mãos. E teatro não fazia parte desse grupo. Então, eu fazia meio escondido. Na época do vestibular, tive que escolher. Mas eu tinha uma relação de respeito enorme pelo meu pai: se ele dissesse não, eu não faria teatro. Então, escrevi um texto, dirigi e atuei. Um monólogo; e apelei, porque era um mendigo num dia de Natal, faminto, tendo delírios. E convidei meu pai. Comecei a fazer o espetáculo, de olho na plateia, de olho no meu pai. Até que, no final, eu estava muito tenso, e ele veio falar comigo: 'Meu filho, você tem jeito para isso. Tem faculdade disso?'. Passei na USP, fiz teatro, e ele curtiu muito a minha opção", disse ao site Memória Globo

  • Reprodução/TV Globo

    O começo

    Em 1978, Edson fez a sua estreia na TV Tupi em "Salário Mínimo". No ano seguinte, emendou a trama "Gaivotas" e chamou atenção da Globo, que o contratou em 1980, quando marcou presença em "Marina" e foi conquistando outras oportunidades

  • Reprodução/Instagram @edsoncelularireal

    Parceria com autor

    Edson Celulari acabou tornando-se um dos atores favoritos do autor Silvio de Abreu e esteve em diversas tramas escritas por ele, entre elas "Cambalacho", em 1986, e "Sassaricando", em 1987

  • Reprodução/TV Globo

    Fora da Globo

    Em 1988, Edson Celulari saiu da Globo para participar de uma minissérie na Bandeirantes, "Chapadão do Bugre", retornando para a emissora carioca no ano seguinte para viver Jean Pierre em "Que Rei Sou Eu?". Em 1990, saiu novamente, dessa vez para o SBT, mas em 1992 já estava na Globo de novo

  • Divulgação

    Conquistado

    Em 1992, Edson Celulari atuou ao lado de Claudia Raia em "Deus Nos Acuda", época em que engataram um relacionamento. Fanática por pés, ela contou com a ajuda do amigo e figurinista da novela para que o ator pudesse usar sandálias em cena e ela conseguisse dar aquela conferida nos membros do pretendente antes de investir na relação. Os dois oficializaram a união em 1993 com uma cerimônia budista e minimalista

  • AgNews

    Término

    Em 2010, Claudia Raia e Edson Celulari anunciaram a separação. Pais de dois filhos, Enzo e Sophia, eles causaram surpresa aos fãs com o término, uma vez que não demonstraram qualquer tipo de crise antes do fim. Em entrevista ao Domingão do Faustão, a atriz garantiu: "O meu casamento com o Edson deu muito certo. Antes que não desse mais certo, a gente transformou esse amor. O que as pessoas não entendem é que nem toda separação tem barraco. Aqui não vão ver sangue, só amor"

  • Reprodução/Instagram/claudiarreal

    Câncer

    "Eu terminei um filme e fiz uma viagem com a Karin [Roepke, sua então namorada] no sul da Argentina e descobri que eu estava com um gânglio próximo à garganta. Fui descobrir e era um linfoma. Descobri uma medicina incrível que existe no Brasil, infelizmente não é de acesso para todos. O pior momento é quando você recebe a notícia e se depara com a finitude, a possibilidade da morte e você se pergunta: 'Por que eu? Já? Deixa eu arrumar a sala antes de sair, uma ajeitada nas coisas'. Encarei com coragem e bom humor, e está tudo certo agora. O carinho do público foi geral. A primeira coisa que eu pensei quando eu recebi a notícia do câncer foi: 'E os meus filhos? [Enzo e Sophia - que aparece ao lado dele na foto]'", contou o ator ao programa Morning Show sobre o Linfoma não Hodgkin, que descobriu em 2016. Dilma Rousseff, Reynaldo Gianecchini e Glória Perez enfrentaram a mesma doença

  • Reprodução/Instagram

    Ajuda para superar

    Ao ser questionado pelo Correio Braziliense se a religião o havia ajudado a superar o câncer, Edson afirmou: "Sou uma pessoa que tem fé, mas eu não tenho religião. Assimilei muito bem todas as energias boas que todo mundo me deu, nas mais diversas religiões e crenças, e agradeço a todos que torceram, que rezaram e que mentalizaram. Tiveram coisas incríveis assim: 'Hoje, vai ter uma corrente de 400 homens que passarão a noite orando... O seu nome estará lá na oração'. Recebi muita manifestação bonita, mesmo. Nesse mesmo grau de importância, a Glória Perez me chamou para fazer a novela 'A Força do Querer'. Independentemente da saúde, ela disse 'a gente quer você, de qualquer jeito'. Aquilo, para mim, foi de um estímulo incrível, eu agradeço muito à Glória por ter insistido, e eu fui muito feliz ali, aquilo me ajudou muito"

  • Reprodução/TV Globo

    Novos valores

    "A finitude é para todos. Nós temos um ciclo, e a vida é isso, você nasce e morre. E quando você morre velhinho, já está mais cansado e vivido a ponto de entender as coisas. Inclusive que o seu fim está chegando. Você recebe a notícia que tem uma doença que pode ser fatal. Aí você tem o ciclo de tratamento. As pessoas queriam notícia. A minha opção foi me recolher. Todos respeitaram. É o seu espaço. E eu não ia abrir mão daquilo. Era o meu momento comigo mesmo e pronto. Fui cercado de carinho. Aí você pensa em dar uma organizada na vida. Priorizar o tempo, valores. O que é importante para mim, para o humano", contou o ator à Folha de S.Paulo após vencer o câncer

  • Reprodução/Instagram @edsoncelularireal

    Casamento secreto

    Em outubro de 2017, Edson Celulari se casou com a atriz e arquiteta Karin Roepke em uma cerimônia íntima na Itália. Os dois estavam juntos desde 2012. "Celebramos nossa união numa cerimônia familiar, certos de que merecíamos mais essa alegria na nossa história. Auguri", escreveu o ator nas redes sociais

  • Divulgação/TV Globo

    Volta por cima

    Em 2018, Edson Celulari ganhou o seu primeiro protagonista depois da luta contra o câncer. Como Sabino, em "O Tempo Não Para", ele teve a oportunidade de conquistar o público na faixa das 19 horas da Globo. "Esse personagem é imenso, de grande responsabilidade na história. É uma confiança do Mário [Teixeira, autor], do Léo [Nogueira, diretor], do próprio Silvio de Abreu [que coordena a dramaturgia da emissora] e da casa. Estou muito feliz", afirmou o ator em entrevista ao F5

  • Divulgação

    Vida de ator

    Segundo confessou ao site Memória Globo, parar não faz parte de seus planos: "Enquanto as pernas aguentarem, a memória ajudar, eu estiver decorando o texto e não tropeçando nos móveis, pretendo representar. É esse meu objetivo profissional, meu objetivo de vida, onde me divirto, de onde tiro meu sustento, não só econômico, meu sustento artístico. Contar histórias. É assim que ganho forças, na arte de representar. E acordo no outro dia com a intenção de continuar fazendo isso, que tanto amo"

Listas