Topo

Nove fatos sobre a vida e a carreira de Gabriela Duarte

Colaboração para o BOL

2019-04-15T08:00:00

15/04/2019 08h00

A atriz Gabriela Duarte, filha de Regina Duarte, completa 45 anos nesta segunda-feira (15/4/2019). Saiba qual o personagem que ela considera mais importante em seus mais de 30 anos de carreira, a razão para não emendar um trabalho logo após outro e como foi a experiência de viver fora do Brasil.

  • Reprodução/Instagram @gabidu

    Filha de Regina

    Gabriela nasceu em Campinas (SP), fruto do relacionamento da atriz Regina Duarte (foto) e do administrador de empresas Marcos Flávio Cunha Franco. Ela teve a oportunidade de atuar no filme "O Cangaceiro Trapalhão", em 1983, bem antes de ter se decidido se iria se dedicar à carreira de atriz, o que - inspirada pela profissão da mãe -, acabou seguindo

  • Reprodução/Instagram @gabidu

    Orgulho da mãe

    "Belíssima! Gabriela Duarte, atriz imensa! Sempre estudando, sempre às voltas com novas aquisições de expressão, sempre voltada para a busca do aperfeiçoamento... Seus recursos agora na maturidade transbordam... E é uma emoção acompanhar cada passo de sua trajetória...", fez questão de dizer no Instagram a mãe coruja

  • Reprodução/Instagram @gabidu

    Sinceridade da filha

    Se a mãe, Regina, é só elogios, a filha, Manu, não poupa a mãe de muita honestidade. Ao ser questionada, no ano passado, por Tammy Di Calafiori, sobre o que achava de ver a mãe trocando beijos apaixonados na ficção, a menina, de 12 anos, respondeu: "Para mim, é nojento. Muitos germes transmitidos! O meu pai, quando vê, dá para ver na expressão dele que ele está com tanta raiva, que dá para estrangular"

  • Reprodução/Instagram @gabidu

    Carreira

    "Eu não fiz tantas novelas, mas eu fiz muitas personagens. Então eu chutaria umas 40. Não sei, é muita coisa! São 30 anos, né?", pontuou a atriz em entrevista ao GShow em julho de 2018. Ela tem no currículo trabalhos como "Colônia Cecília", "Por Amor", "Chiquinha Gonzaga", "Esperança", "Kubanacan", "América", "Passione", "Sete Pecados", "Amor à Vida", entre outros

  • Reprodução/Instagram @gabidu

    Desafio

    Sobre a personagem Maria Eduarda, de "Por Amor", a atriz pontuou as dificuldades e prazeres do trabalho em entrevista ao GShow: "Essa foi a grande virada da minha carreira, porque foi a minha terceira novela. Eu ainda era muito inexperiente, muito crua nessa profissão. Ela viveu muitas coisas que eu nunca tinha vivido. Foi uma personagem que me colocou num lugar de viver casamento, perda de filho, divórcio, brigas, intrigas, coisas que eu jamais pensaria em viver com 20 anos. Eu tive que roer um osso de dinossauro"

  • Jorge Rodrigues Jorge/CZN

    Para se reciclar

    Gabriela Duarte costuma dar um tempo entre um trabalho e outro e fez questão de explicar a razão em conversa com o UOL: "Novela é um trabalho cansativo de um ano. É impossível você ser um ator tão fabuloso que consiga renovar o estoque de gracinhas e inspirações emendando uma coisa na outra. Fazer novela é um exercício fantástico para o ator, mas ela limita. Coloca em uma posição de que só dá para fazer isso. Tenho uma necessidade de viver a vida depois de uma novela". Segundo ela, o afastamento também é importante para se reciclar profissionalmente e evitar a superexposição

  • Reprodução/Instagram @gabidu

    Melhor papel

    A atriz é casada com Jairo Goldfuss desde 2002 e, juntos, eles têm dois filhos. Gabriela falou sobre essa relação em conversa ao GShow: "Depois de Passione, quem apareceu na minha vida foi esse personagenzinho aí: Frederico [filho caçula, à esquerda]. Foi aí que eu engravidei dele, dei uma paradinha realmente para cuidar desse molequinho, porque eu já tinha a Manu [primogênita, à direita]. [...] Quando acabou a novela, eu estava tão alimentada profissionalmente e tão feliz com essa personagem que eu falei: 'Agora é a hora de dar um tempo para me dedicar à coisa que eu acho que é meu melhor papel, o papel de mãe'"

  • Reprodução/Instagram @gabidu

    Maternidade

    "Acho que a minha relação de criança com uma mãe que trabalhava tanto como atriz, na mesma profissão que eu escolhi, ela acaba sendo resumida assim: eu sou a prova viva de que deu certo. Então isso não me aflige com os meus filhos. Eu sinto muito a falta dos meus filhos, percebo que eles também sentem. A gente fica tentando driblar isso das maneiras mais criativas possíveis, mas sempre com amor, com calma, com paciência, com sabedoria, sabendo que isso faz parte da vida. Trabalhar é bom, faz bem para a alma, dignifica. É isso que eu tento passar para eles"

  • Reprodução/Instagram @gabidu

    Fase nos EUA

    O mais recente trabalho de Gabriela na TV foi em "Orgulho e Paixão", no último ano. Antes disso, ela morou por dois anos nos EUA. "Quando você está trabalhando aqui no Brasil, acaba criando uma estrutura para cuidar dos filhos e da casa. É a rotina que eu estava vivendo e quis quebrar indo para lá. Eu queria ter mais controle da minha vida e colocar mais a mão na massa. E foi o que aconteceu?", contou Gabriela que se sente mais madura depois dessa temporada nos Estados Unidos. "Eu sinto que agora tenho mais aprendizado de vida. Passei por coisas que eu me permiti colocar à prova. Para mim, é a famosa ideia de sair da zona de conforto. E, quando fazemos isso, não tem jeito, a gente cresce", afirmou ao site Heloisa Tolipan

Mais Listas