Topo

Dony, Mauro Naves e outros jornalistas que desrespeitaram regras da Globo

Dony De Nuccio, Mauro Naves e William Waack - Reprodução/Globo
Dony De Nuccio, Mauro Naves e William Waack Imagem: Reprodução/Globo
do UOL

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

02/08/2019 04h00

Dony De Nuccio, âncora do Jornal Hoje, pediu demissão da Globo ontem após o site Noticias da TV noticiar que ele ofereceu serviços e negociou valores com o Bradesco por meio de sua empresa de comunicação, prática que é vetada pelo código de conduta dos jornalistas da Globo.

Mas De Nuccio não é o único jornalista que teve problemas com a emissora por infringir o código de ética da empresa. Relembre este e outros casos:

  • Reprodução/Globo

    Dony De Nuccio

    O âncora do Jornal Hoje pediu demissão após o site Notícias da TV revelar o envolvimento em negociações com clientes de uma empresa de comunicação que ele abriu em 2017. Segundo o site, a empresa de Dony faturou mais de R$ 7 milhões nos últimos dois anos produzindo conteúdo de comunicação para o banco Bradesco.

    "Quanto mais perto estamos do topo da montanha, mais forte é o vento. E é esperado que seja assim. Mas essa contínua campanha para me destruir e sangrar a qualquer custo não pode prosperar. Não faz bem nem a mim, nem à minha família. Por esse motivo, embora com aperto no coração, solicito meu afastamento do telejornalismo", disse ele em um trecho do email enviado a Ali Kamel, diretor-geral de Jornalismo da Globo

  • Reprodução/TV Globo

    Mauro Naves

    Em junho, a Globo anunciou o afastamento do repórter esportivo por interferir no caso da acusação de estupro de Neymar contra a modelo Najila Trindade, em Paris. O jornalista passou o contato do pai de Neymar ao ex-advogado da vítima e foi suspenso pela emissora na ocasião.

    O afastamento de Mauro Naves, um dos repórteres mais experientes da Globo, foi anunciado por William Bonner no Jornal Nacional. O apresentador relatou que Naves confirmou o envolvimento no caso e leu a decisão da emissora de deixá-lo de fora da cobertura esportiva, incluindo a Copa América, por ter infringido as normas da empresa.

    No mês seguinte, o repórter deixou a Rede Globo após 31 anos de casa. "O Grupo Globo e o jornalista Mauro Naves decidiram encerrar consensualmente o contrato de prestação de serviços que mantinham. O Grupo Globo reconhece a imensa contribuição de Naves ao jornalismo esportivo e a ele agradece os 31 anos de dedicação e colaboração", disse a emissora em comunicado

  • Ana Helena Goebel e Cuéllar: jornalista da Globo foi afastada após polêmica (Reprodução/Globo)

    Ana Helena Goebel

    A repórter foi afastada da cobertura da Copa América da emissora após uma entrevista dela com o jogador Cuellar, exibida no Globo Esporte.

    "Esta imagem pode ser a última do Cuellar com a camisa do Flamengo. Ele foi convocado pela Colômbia para a Copa América e pode não voltar. Clubes europeus estão de olho no volante. O contrato dele termina apenas em junho de 2022, mas com 26 anos, e no auge de sua carreira, a próxima janela se tornou uma ameaça pro Flamengo", disse a repórter.

    O problema é que Ana é casada com o empresário Gianfranco Petruzziello, proprietário da empresa que representa Cuellar e, segundo apurações, não existia nenhuma proposta concreta feita de clubes europeus ao volante do Flamengo.

    O caso repercutiu mal na Globo e foi objeto de uma averiguação interna. A emissora informou apenas que a repórter Ana Helena Goebel deixaria "a cobertura da Copa América até que tudo fosse esclarecido.".

  • Reprodução/TV Globo

    César Tralli

    César Tralli levou uma chamada da Globo após supostamente fazer publicidade de alguns fornecedores do seu casamento com Ticiane Pinheiro, em dezembro de 2017. No dia seguinte à festa, o diretor-geral de jornalismo da emissora, Ali Kamel, divulgou um comunicado determinando que os profissionais não associem seus nomes e imagens a marcas de produtos em suas redes sociais, inclusive as localizações.

    "Marcas, evidentemente, devem ser evitadas. E os nomes de restaurantes e lojas, no espaço devido à localização devem ser substituídos pelo nome da cidade em que a foto foi tirada. Isso evitará percecpções equivocadas", disse Kamel.

    Tralli tratou de mudar a localização do hotel em que foi realizado seu casamento para o nome da cidade, Campos de Jordão. Ele também retirou a marcação do nome do estilista que fez seu terno para o grande dia.

  • Reprodução/TV Globo

    Phelipe Siani

    O repóter teve que retirar a localização de um hotel em seu Instagram após a diretora de jornalismo da Globo em São Paulo, Cristina Piasentini, receber um email em que um anônimo denunciava um "repórter global que faz merchan em seu Instagram e consegue regalias 'for free' [de graça]".

    De acordo com o site Notícias da TV, o corpo do e-mail trazia o link para uma foto do Instagram de Siani, que identificava o hotel em que estava hospedado e foi editado posteriormente.

    A Globo atualizou seus Princípios Editoriais no ano passado esclarecendo sobre o comportamento de seus profissionais nas redes sociais. Entre as normas, os jornalistas não devem fazer check-in em estabelecimentos comerciais em postagens no Facebook e Instagram.

  • Divulgação

    William Waack

    William Waack foi afastado do Jornal da Globo em novembro de 2017 após o vazamento de um vídeo com falas racistas do jornalista nos bastidores, o que também foi visto como uma afronta aos princípios da emissora.

    "A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida", disse a emissora em nota.

    No mês seguinte, a Globo divulgou um comunicado assinado por Ali Kamel e por William informando o desligamento do jornalista após 21 anos na emissora.

    "A TV Globo e o jornalista decidiram que o melhor caminho a seguir é o encerramento consensual do contrato de prestação de serviços que mantinham", disse um trecho da nota.

    Em junho desse ano, Waack foi anunciado como novo contratado da CNN Brasil e comandará um telejornal diário.

Mais Listas