Topo

Gretchen e Nanini? Relembre outros casais inusitados nas novelas

Marco Nanini e Gretchen formam uma dupla dinâmica em A Dona do Pedaço - Globo/João Miguel Júnior
Marco Nanini e Gretchen formam uma dupla dinâmica em A Dona do Pedaço Imagem: Globo/João Miguel Júnior
do UOL

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

27/07/2019 04h00

Gretchen entrou em A Dona do Pedaço para causar. Na pele da espevitada Gina, ela formou uma dupla com Euzébio (Marco Nanini). Apesar de ser apenas uma participação, a presença da cantora na novela chama atenção, especialmente pelo lado peculiar de ver Nanini contracenando com a rainha do rebolado.

Mas, essa está longe de ser a primeira vez que uma personalidade da música, sem muita experiência em atuação, forma um casal com um nome conhecido da dramaturgia.

Aleatório? Talvez, mas esses são alguns dos casais mais inusitados que já passaram pelas telinhas:

  • Cristina Isidoro/Globo

    Sandy e Guilherme Fontes

    Sandy já havia atuado ao lado de seu irmão no seriado que leva o nome da famosa dupla, Sandy & Júnior, e que foi ao ar entre 1999 e 2002. Mas foi em 2001 que ela protagonizou sua primeira, e até hoje única novela, Estrela-Guia. Na trama, ela era a doce Cristal, que fazia parte de uma comunidade hippie.

    A jovem vivia um romance com Tony, interpretado por Guilherme Fontes. Sim, talvez Sandy e Guilherme Fontes não sejam exatamente o primeiro casal que vem à mente quando se pensa em par romântico de novela, mas, deu certo, e Sandy foi elogiada por sua protagonista.

  • Globo/João Miguel Júnior

    Paulo Ricardo e Ana Paulo Arósio

    O ano é 2002. A Globo estreia a novela Esperança, de Benedito Ruy Barbosa. A novela, rapidamente, vira um fracasso de audiência para a época e os sinais amarelos se acendem. O trio principal é formado por Reynaldo Gianecchini, Priscila Fantin e Ana Paula Arósio. Eis que um outro elemento aparece para animar os romances: Paulo Ricardo.

    Sim, o vocalista do RPM atacou de ator nesta novela de época como Samuel, um judeu que fugia da Alemanha e se apaixonava por Camille, personagem de Ana Paula. O ator elogiou a equipe da novela na época, em especial sua parceira de cenas, que ele chamou de sua guia. Mas afinal, quem merecia mais o amor de Camille? Paulo Ricardo ou Gianecchini?

  • Globo/Estevam Avellar

    Ivete Sangalo e Antonio Fagundes

    Eloísa Mafalda já havia imortalizado a cafetina Maria Machadão quando a interpretou na primeira versão da novela Gabriela (1975). Por isso, causou surpresa quando Ivete Sangalo foi anunciada como a mesma personagem na adaptação que a Globo produziu em 2012, dessa vez com autoria de Walcyr Carrasco, mesmo escritor de A Dona do Pedaço.

    Mais inusitado foi o par romântico que ela formou com Antônio Fagundes, que vivia o coronel Ramiro Bastos. Com certeza não é um casal típico de novela, mas, de qualquer forma, a atuação de Ivete foi elogiada na imprensa, apesar das ressalvas.

  • Globo/Thiago Prado Neris

    Daniel e Manuela do Monte

    "Quando o coração da gente se apaixona, fica fácil, fácil de se entregar". O cantor Daniel parece ter levado as palavras de uma de suas mais famosas canções a sério quando integrou o elenco da novela Paraíso, onde interpretava Zé Camilo, um peão reservado que, adivinhe só, começou a fazer sucesso quando decidiu cantar.

    Na trama, ele se envolveu com Tonha (Manuela do Monte). Pode não ser o casal mais óbvio, mas com certeza explodiu de paixão.

  • Reprodução/Globo

    Sidney Magal e Rosi Campos

    Atriz experiente e de diversos trabalhos no teatro e na TV, Rosi Campos hoje talvez seja conhecida por duas personagens em especial: a bruxa Morgana, que viveu no seriado infantil Castelo Rá-Tim-Bum, e por Edilásia, mais conhecida como Mamãe Sardinha, em Da Cor do Pecado, uma mulher boa de briga que amava com todo o coração seus cinco filhos.

    Em determinado momento da trama, ela, que era viúva, se envolvia com Frazão, interpretado pelo cantor Sidney Magal. Entretanto, o casal precisou enfrentar os ciúmes dos filhos dela, que não queriam ver a mãe namorando. Mas afinal, quem diria que tia Morgana um dia também foi Sandra Rosa Madalena?

Mais Listas