Topo

Chevrolet Tracker e Jeep Renegade vão mal em pesquisa de satisfação nos EUA

Divulgação
Jeep Renegade é o melhor dos piores, na satisfação do motorista norte-americanos Imagem: Divulgação
do UOL

Do UOL, de São Paulo (SP)

2019-02-14T07:00:00

14/02/2019 07h00

Nissan Sentra, Dodge Journey, Chevrolet Tracker e Jeep Renegade estão entre os dez carros com menor índice de satisfação entre motoristas dos Estados Unidos, de acordo com pesquisa anual da "Consumer Reports" feita com mais de 500 mil clientes no país.

No estudo, os entrevistados avaliaram seus veículos com base em seis categorias: dirigibilidade, conforto, custo-benefício, estilo, sistema de som e ar-condicionado. O ranking também levou em conta os testes técnicos dos modelos avaliados feitos pela publicação, como manutenção e confiabilidade dos componentes mecânicos.

No final da pesquisa, os participantes responderam à pergunta básica: "O carro atendeu às suas expectativas e eles definitivamente comprariam o mesmo modelo novamente, se tivessem a oportunidade"? Nesse caso, a resposta para todos foi "não".

Vale destacar que os modelos avaliados têm especificação para o mercado norte-americano, ou seja, têm motores, transmissões e equipamentos diferentes das configurações comercializadas no Brasil citados no primeiro parágrafo. Também deve se levar em conta que o perfil e as exigências do consumidor norte-americano são diferentes dos nossos.

Confira a lista dos 10 automóveis que mais deixaram os norte-americanos insatisfeitos em 2018, em ordem decrescente (o primeiro da lista, portanto, é o pior avaliado). A Consumer Reports" não informou o escore de cada veículo, mas listou razões para a insatisfação.

Os 10 carros que menos satisfazem os americanos

  • Divulgação

    Acura ILX

    O carro pior avaliado quanto à satisfação dos clientes norte-americanos é na verdade uma versão de luxo da geração anterior do Honda Civic -- a Acura é a marca "premium" da montadora japonesa nos EUA. Dentre os pontos criticados são a suspensão dura e o nível de ruído interno.

  • Divulgação

    Nissan Sentra

    Considerado compacto nos EUA, o sedã da Nissan decepcionou os clientes, segundo a "Consumer Reports", por conta de reclamações quanto à dureza das suspensões, à cabine apertada e simples e à aceleração abaixo da média para sua categoria.

  • Divulgação

    Dodge Journey

    Segundo os participantes da pesquisa, o Journey, também vendido no Brasil, tem projeto já antigo, é um SUV pequeno para os padrões norte-americanos e peca pela falta de agilidade e pelo alto consumo do motor 3.6 V6 a gasolina.

  • Divulgação

    Lexus IS 2017

    Os proprietários do sedã médio da divisão de luxo da Toyota avaliaram na pesquisa que o modelo não consegue rivalizar com os alemães Mercedes-Benz Classe C e BMW Série 3 em termos de dirigibilidade, requinte e itens tecnológicos.

  • Divulgação

    Nissan Versa Note

    O monovolume compacto da marca japonesa, que no Brasil tem alguns equipamentos presentes no Nissan Kicks, foi elogiado pela cabine espaçosa e versátil, mas peca, segundo seus proprietários, por conta do motor ruidoso nas acelerações e pela falta de porta-objetos.

  • Scott Olson/Getty Images/AFP

    Cadillac ATS Coupé

    O cupê da marca de luxo da General Motors foi elogiado por conta da condução afiada e da performance comparável à de alemães como Audi A5, mas a ênfase à esportividade compromete o conforto no uso diário.

  • Divulgação

    Nissan Pathfinder

    Vendido no Brasil no começo dos anos 2000, o SUV médio se destaca pelo bom desempenho do motor 3.5 V6, mas carece de mais agilidade na condução. Com sete lugares, a terceira fileira de assentos é apertada e a segunda, muito baixa, de acordo com a "Consumer Reports".

  • Divulgação

    Chevrolet Trax

    Chamado de Trax nos EUA, o modelo é equivalente ao Tracker exportado do México para o Brasil. É criticado pelo acabamento simples e por não se destacar em quesitos valorizados nos SUVs compactos, como consumo de combustível e cabine versátil.

  • Murilo Góes/UOL

    Toyota C-HR

    O SUV compacto da Toyota já foi flagrado rodando no Brasil, mas o preço é um impeditivo. Falando doa EUA, a pesquisa elogia o estilo arrojado, inspirado em cupês, mas decepciona a falta de opção de tração integral e má visibilidade traseira e lateral.

  • Divulgação

    Jeep Renegade

    O SUV mais vendido do Brasil atualmente é criticado nos EUA por aspectos como bancos dianteiros desconfortáveis, visibilidade traseira restrita e câmbio automático vacilante, especialmente nas reduções de marcha.

Fonte: Consumer Reports

Mais Listas