Topo

Dez artistas que sumiram do mapa no auge do sucesso

Colaboração para o BOL

14/01/2019 08h00

As celebridades a seguir alcançaram o tão almejado sucesso, porém, no auge da fama, decidiram jogar tudo para o alto. Seja por doença, medo da instabilidade, família ou outro motivo, abandonaram suas carreiras e sumiram sem olhar para trás.

Leia também:

  • Reprodução/Instagram @tiagoiorc

    Tiago Iorc

    O cantor de 33 anos completou um ano afastado da fama, depois de desaparecer no auge da carreira. De acordo com o empresário, em entrevista ao UOL, Tiago estaria em um período sabático "ainda sem previsão de volta às atividades", negando também que seria o fim da carreira do artista. Leia mais.

  • Divulgação

    Ana Paula Arósio

    Um dos casos mais emblemáticos de celebridades que abandonaram a carreira no auge, Ana Paula Arósio é lembrada até hoje por conta dos trabalhos realizados. Depois de abandonar a novela "Insensato Coração", antes mesmo do início das gravações em 2011, ela se isolou no interior de São Paulo, onde passou a criar cavalos e evitar os holofotes. Apesar de ter aparecido em outros trabalhos, como no filme "A Floresta Que Se Move", em 2015, não dá sinais de nutrir pretensões de voltar de vez para o mundo artístico

  • Divulgação

    Belchior

    O artista foi protagonista de um verdadeiro mistério ao abandonar a carreira e passar cerca de dez anos recluso, sem aparições públicas ou endereço conhecido. A família chegou a reclamar do sumiço e nem mesmo o produtor musical sabia o paradeiro do artista nos anos 2000. De acordo com reportagem do Fantástico, Belchior chegou a abandonar pelo menos dois carros - um deles estacionado no aeroporto de Congonhas, em São Paulo - acumulando milhares de reais em dívidas de estacionamento. Ele chegou a ser procurado pela polícia do Uruguai por conta de outra dívida, cerca de US$ 15 mil por seis meses de diárias em um hotel na cidade de Artigas. O músico morreu em abril de 2017

  • Reprodução/"Game Of Thrones"

    Jack Gleeson

    O ator fez os fãs de "Game Of Thrones" passarem muita raiva com sua performance na pele de Joffrey Baratheon, mas assim que sua participação na série chegou ao fim, ele revelou que não tinha pretensões em seguir a carreira artística e foi estudar Filosofia em Dublin (Irlanda), sua cidade natal

  • Divulgação/TV Globo

    Lídia Brondi

    Queridinha na época em que atuava, o último trabalho de Lídia na TV foi na novela "Meu Bem, Meu Mal" (1990). Na época, ela optou por se afastar para cuidar da Síndrome do Pânico. Formada em Psicologia, ela deixou a carreira artística de lado para atender pacientes em seu consultório. Passou a recusar entrevistas e suas aparições são raras, geralmente ao lado do marido, o ator Cássio Gabus Mendes

  • Reprodução/Filmow e Reprodução/Nova Mais

    Patrícia Perrone

    Dois anos depois de estrear na TV, a atriz, que esteve em tramas como "Noivas de Copacabana" (1992), "Despedida de Solteiro" (1992) e "Olho no Olho" (1993), resolveu abandonar a carreira. Ela se formou em Direito e passou a atuar como Procuradora do Estado do Rio de Janeiro e professora. Segundo explicou ao Extra, a instabilidade da fama a fez procurar caminhos profissionais mais seguros

  • Divulgação

    Rick Moranis

    O comediante conhecido por papéis em tramas como "Os Caça-Fantasmas", "S.O.S - Tem Um Louco Solto no Espaço" e "Querida, Encolhi as Crianças", optou por se afastar dos holofotes para se dedicar à criação dos filhos depois que sua mulher morreu por conta de um câncer, em 1997. Acabou voltando aos holofotes depois de dublar a animação "Irmão Urso" e sua continuação, mas nada além disso

  • Reprodução/YouTube

    Eduardo Tornaghi

    Um galã de primeira! O ator participou de tramas como "A Moreninha" (1975), "Dancin' Days" (1978) e "Marina" (1980), interpretando seu último papel de destaque na TV na novela "A Gata Comeu", de 1985. Eduardo acabou sentindo-se insatisfeito com a futilidade do mundo da fama e, dessa forma, resolveu romper com a Globo e sair da televisão no auge da carreira. Em 2015, conversou com o UOL e revelou sua nova ocupação: vender livros e organizar recitais de poesia no calçadão do Leme, no Rio de Janeiro

  • Reprodução/YouTube @Alvo na TV

    Paulo Castelli

    Outro galã que resolveu jogar tudo para o alto foi Paulo Castelli. Atuando em novelas como "Os Imigrantes" (Band, 1981), "Ti Ti Ti" (Globo, 1985) e "Kananga do Japão" (TV Manchete, 1989), ele contabilizou mais de vinte trabalhos na TV, até optar por se afastar da fama em 1991. Paulo Castelli, então, cursou Psicologia, fazendo mestrado e também especialização em Gerontologia, o estudo do processo do envelhecimento. Ele trocou de sobrenome e passou a atender com o último - diferente de como ficou conhecido artisticamente: Paulo Greven. Além disso, ele fundou a Casa de Repouso para Idosos Solar Ville Garaude, em São Paulo

  • Reprodução/Instagram @evaristocostaoficial

    Evaristo Costa

    O ex-âncora do Jornal Hoje se despediu da TV Globo em julho de 2017. Segundo o próprio Evaristo, a intenção era ter um período sabático ao lado da mulher e dos filhos fora do Brasil. Mas o jornalista não sumiu totalmente do mapa. Ele continuou fazendo postagens em suas redes sociais, nas quais é seguido por milhares de pessoas. Depois de ter deixado de apresentar o JH, Evaristo voltou a ser apresentador de telejornal emprestando sua voz para Chad, de "Os Incríveis 2", em sua primeira dublagem de um personagem de cinema, em junho de 2018

Mais Listas