PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Itaú Unibanco adere ao Net-Zero Banking Alliance,acordo liderado pela ONU

Beth Moreira

São Paulo

27/10/2021 09h52

O Itaú Unibanco Holding informa a sua adesão ao Net-Zero Banking Alliance (NZBA), acordo mundial liderado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para mobilizar os recursos necessários para construir uma economia global com emissões líquidas zero de gases de efeito estufa, alinhada ao Acordo de Paris.

A estratégia do banco, que já é neutro em carbono para suas emissões diretas (escopos 1 e 2), consiste em apoiar seus clientes de forma ativa e customizada em seus próprios processos de transição para uma economia de baixo carbono, reduzindo assim suas emissões indiretas (escopo 3). Valendo-se de sua experiência e capacidade de financiamento, o banco tem o objetivo de reduzir as suas emissões totais (escopos 1, 2 e 3) em 50% até 2030 e se tornar-se carbono neutro até 2050.

Para isso, em linha com o recente anúncio de contribuir com R$ 400 bilhões para setores de impacto positivo e transações ESG até 2025, o Itaú também estabeleceu planos de ação para atingir tal objetivo. São eles:

- Estabelecer metas de redução de emissões junto ao SBTi (Science Based Target Initiative) para manter a elevação da temperatura média global abaixo de 1,5ºC;

- Reduzir emissões de operações próprias;

- Estimular a transição climática dos clientes de setores intensivos em carbono;

- Gerar oportunidades no agronegócio, como recuperação de pastagens, restauração ecológica e produção de biocombustíveis;

- Criar produtos direcionados à transição de clientes para descarbonização da economia;

- Incentivar o empreendedorismo e apoiar tecnologias de redução e remoção de CO2;

- Investir em projetos de conservação e restauração florestal;

- Ofertar produtos específicos para clientes do varejo e realizar campanhas de conscientização;

- Incentivar mercados voluntários de compensação de emissões.

A NZBA é formada por 59 bancos de 29 países, com aproximadamente US$ 39 trilhões em ativos, que representam 25% de ativos bancários globais, o que demonstra a importância do setor bancário para a sustentabilidade do planeta. "A participação do Itaú Unibanco reforça o protagonismo do setor financeiro na agenda ambiental global e o engajamento da instituição com o tema", afirma o banco em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Notícias