PUBLICIDADE
Topo

Notícias

'Mini SUVs' devem invadir Brasil e ameaçam futuro de hatches

Derivado do Kwid, Renault Kiger tem chances de ser vendido no país - Divulgação
Derivado do Kwid, Renault Kiger tem chances de ser vendido no país
Imagem: Divulgação
do UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

22/11/2020 04h00

Resumo da notícia

  • 'Mini SUVs' como Renault Kiger e Nissan Magnite podem chegar ao Brasil
  • Dupla da aliança Renault-Nissan usa plataforma modificada do Kwid
  • Hyundai Venue e Kia Sonet também seriam boas pedidas para cá

Todo mundo sabe que os SUVs invadiram o mercado brasileiro com tudo. Mas, depois da enxurrada de novidades nos últimos anos, uma nova leva de modelos deve aportar no país em breve: os "mini SUVs".

O segmento pode ser novidade por aqui, mas já existe em outros grandes mercados da indústria automotiva, como a Índia. Foi lá onde nasceram os projetos de dois modelos cotados para cá: Nissan Magnite e Renault Kiger.

Ambos são feitos sobre a plataforma CMF A+, uma versão modificada da base do Renault Kwid. Agora ficou fácil entender porque esses modelos têm grandes chances de serem fabricados aqui.

Magnite: sucessor do March?

Nissan Magnite 1 - Divulgação/Nissan - Divulgação/Nissan
Semelhança com o Kicks está em vários detalhes
Imagem: Divulgação/Nissan

O NIssan Magnite é apontado pela imprensa especializada como forte candidato a preencher a lacuna deixada pelo March, que saiu de cena neste ano.

Caso isso realmente aconteça, o SUV poderia estrear por aqui em 2022.

Faria todo o sentido, especialmente em um mercado cada vez mais ávido por utilitários esportivos.

O carro nasceu como um projeto da Datsun, marca de baixo custo da Nissan que será extinta em breve.

A versão definitiva do SUV já foi revelada no mercado indiano, mas seu lançamento acontecerá somente em dezembro, com início das vendas no ano que vem.

Até agora, as únicas medidas reveladas foram os 205 mm de distância em relação ao solo e o porta-malas com capacidade para 336 litros - quase 100 litros a menos do que o Kicks. Sabe-se, porém, que o carro terá menos de 4 metros de comprimento - uma forma de usufruir da legislação indiana, que cobra menos impostos para veículos menores do que 4 metros.

Nissan Magnite 2 - Divulgação - Divulgação
Magnite tem menos de 4 metros de comprimento
Imagem: Divulgação

E já que falamos nele, as linhas do Magnite são bem parecidas com as do Kicks. Faróis afilados e silhueta do teto são alguns elementos que aproximam os dois SUVs. Mesmo assim, a Nissan conseguiu dar personalidade ao projeto, que traz lanternas horizontais e um interior mais simples, mas não por isso menos atraente.

As versões mais caras do mini SUV terão itens como controles de estabilidade e de tração, central multimídia com tela tátil de oito polegadas e suporte a Android Auto e Apple CarPlay sem fio, câmera com visão em 360 graus, painel com display digital em TFT, carregador de celular por indução e sistema de som JBL com seis alto-falantes.

Kiger também está na fila

Renault Kiger 1 - Divulgação - Divulgação
Kiger não esconde parentesco com Kwid
Imagem: Divulgação

Se o Magnite pode pintar por aqui, o mesmo ocorreria com o Renault Kiger. Motivos não faltam: além de surfar na onda dos SUVs, o modelo é "irmão" de projeto do Nissan.

Por enquanto, a Renault divulgou apenas um carro-conceito que antecipa parte de suas formas definitivas - que, obviamente, lembram muito o Kwid.

Com as mesmas medidas do parente da Nissan, o Kiger também compartilhará as motorizações na Índia.

Renault Kiger 2 - Divulgação - Divulgação
Plataforma modificada do Kwid facilitaria produção dos SUVs no país
Imagem: Divulgação

As versões mais baratas devem trazer um 1.0 aspirado de 72 cv e 9.8 kgfm de torque, possivelmente com opções de transmissões manual e automatizada, ambas de cinco marchas.

Já a segunda motorização será um 1.0 turbo de três cilindros, que entregará 100 cv e 16,3 kgfm no Magnite. São grandes as chances de os SUVs virem com opção de câmbio do tipo CVT.

Coreanos também estão de olho

Hyundai Venue 1 - Divulgação - Divulgação
Hyundai Venue tem estilo controverso
Imagem: Divulgação

A aliança Renault-Nissan não é a única a apostar no sucesso dos "mini SUVs". Hyundai e Kia também oferecem seus modelos com pretensões globais.

Produzido em Chennai (Índia) e Ulsan (Coreia do Sul), o Hyundai Venue está disponível em países como Índia e Estados Unidos.

No mercado norte-americano, o SUV tem motor 1.6 de 123 cv, acoplado a um câmbio CVT.

Hyundai Venue 2 - Leandro Alvares/Arquivo pessoal - Leandro Alvares/Arquivo pessoal
Exemplar do Venue foi flagrado em São Paulo
Imagem: Leandro Alvares/Arquivo pessoal

Já a variante indiana está disponível nos motores 1.0 turbo (120 cv), 1.2 aspirado (83 cv) e 1.4 diesel (90 cv), combinado com a transmissão manual de 6 marchas ou automatizada de dupla embreagem com 7 marchas.

Curiosamente, uma unidade do Venue foi flagrada em um estacionamento em São Paulo.

Sonet poderia vir para cá?

Kia Sonet 1 - Divulgação - Divulgação
Estiloso, Kia Sonet foi lançado na Índia
Imagem: Divulgação

Lançado no mercado indiano, o Kia Sonet compartilha plataforma e várias partes do projeto com o Venue.

Com estilo mais descolado do que o Venue, o Sonet tem interior bem sofisticado, com direito a central multimídia com tela de 10,25 polegadas e suporte a Android Auto e Apple CarPlay. A Kia disponibiliza até um aplicativo capaz de ligar o carro ou acionar o sistema de ar-condicionado por meio do smartphone.

Kia Sonet 2 - Divulgação - Divulgação
Carro tem dimensões compactas para pagar menos impostos na Índia
Imagem: Divulgação

A gama de motorizações é formada por opções 1.2 aspirado, 1.0 turbo e 1.5 turbodiesel. De acordo com a configuração, o SUV pode ter transmissões manuais de 5 ou 6 marchas, automatizada de dupla embreagem com 7 marchas ou automática de 6 marchas.

Oficialmente, Kia e Hyundai negam quaisquer chances de venda dos SUVs por aqui.

Notícias