PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Biden critica decisão de Trump de suspender voos privados a Cuba

14/08/2020 19h33

Washington, 14 Ago 2020 (AFP) - A campanha do candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, criticou nesta sexta-feira o anúncio feito pelo governo Donald Trump de suspender os voos privados fretados para Cuba.

"A decisão não faz nada para ajudar ou empoderar o povo cubano", criticou Kevin Muñoz, porta-voz da campanha de Biden.

O chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo, anunciou ontem que pediu ao Departamento de Transporte que suspenda os voos privados para todos os aeroportos de Cuba. O governo cubano reagiu através de Carlos de Cossio, diretor para os Estados Unidos da chancelaria cubana, criticando a medida e afirmando que a mesma tem "um impacto escasso na prática".

Para a campanha de Biden, "esta medida apenas ajuda o regime cubano a continuar separando famílias". Em março, durante entrevista à rede CBS, o democrata afirmou que, caso vença a disputa eleitoral de novembro, irá reverter "em grande parte" as políticas de Trump para Cuba.

O anúncio foi feito por Pompeo a menos de três meses das eleições presidenciais americanas, uma disputa em que Trump está atrás nas pesquisas de opinião e onde o resultado na Flórida, reduto de cubanos contrários ao governo de Havana, é fundamental para a sua vitória. Segundo a chancelaria cubana, "a medida busca satisfazer à máquina política eleitoral do sul da Flórida".

O principal diplomata americano para a América Latina, Michael Kozak, disse hoje que a intenção do governo é "alinhar as restrições aos voos fretados àquelas em vigor para os voos regulares".

an/gm/lb

Notícias