PUBLICIDADE
Topo

Magnata das baterias é parceiro crucial da Tesla na China

Bloomberg News

13/07/2020 16h14

(Bloomberg) -- A Tesla precisa ter sucesso na China para dominar o mundo dos carros elétricos, especialmente na era pós-vírus. Para realizar isso, Elon Musk se aliou a um engenheiro especializado em baterias que, no passado, ajudou a Apple a estender a duração dos laptops MacBook.

Zeng Yuqun, 52 anos, fez da Contemporary Amperex Technology Co. Ltd. (conhecida pela sigla CATL) uma líder em baterias no país asiático em menos de uma década, erguendo a maior fabricante global de células recarregáveis para os veículos do futuro. Esse esforço levou Zeng de um vilarejo modesto e um emprego em uma companhia estatal que lhe pagava US$ 30 mensais a uma fortuna estimada em US$ 17 bilhões.

Os produtos da CATL são encontrados nos veículos de quase todas as grandes montadoras globais. A partir deste mês, também vão abastecer os carros elétricos fabricados na nova fábrica da Tesla próxima a Xangai. É uma aliança com potencial lucrativo, unindo o modelo mais vendido de carro recarregável, o Tesla Model 3, com baterias de baixo custo. Isso em um mercado que no ano passado comprou mais que o triplo do número de veículos elétricos vendidos nos EUA, mas enfrenta um futuro incerto em um momento em que a pandemia abala a economia global.

Os dois executivos já estão desenvolvendo uma parceria, de acordo com Zeng. Eles trocam mensagens de texto para discutir inovações tecnológicas prospectivas, suas reações aos desafios criados pelo coronavírus e a maior obsessão do comandante da Tesla: baterias e veículos mais baratos.

"Elon fala sobre custo o dia todo e eu garanti a ele que eu teria soluções", disse Zeng em entrevista na sede da CATL em Ningde, na costa sudeste do país. A sala dele no 20º andar tem vista para um local que já viveu da pesca e foi transformado por fábricas e laboratórios dedicados a baterias. "A gente se dá bem. Ele é um cara divertido."

As baterias da CATL podem oferecer à companhia sediada em Palo Alto, Califórnia, vantagens fundamentais na China, particularmente o potencial para ampliar as margens e baixar os preços ao consumidor em um mercado que provavelmente terá 59 milhões de veículos elétricos em circulação até 2030, mesmo após o impacto do coronavírus. Mais importante, espera-se que Zeng forneça à Tesla baterias de lítio-ferro-fosfato que usam uma combinação mais barata de matérias-primas e têm custo de produção aproximadamente 20% menor do que o convencional, de acordo com a BloombergNEF.

A CATL confirmou em um documento regulatório em fevereiro que se tornaria fornecedora da montadora. A empresa e a Tesla se recusaram a divulgar detalhes. As ações da CATL mais que dobraram este ano, subiram 9,9% na segunda-feira e bateram recorde na bolsa de Xangai.

Trabalhar com um fornecedor doméstico como a CATL pode fortalecer o relacionamento da Tesla com as autoridades chinesas. Além disso, Zeng integra a Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, entidade que aconselha os principais líderes governamentais. Ele usou este fórum para apresentar propostas para intensificar o foco em energias renováveis.

©2020 Bloomberg L.P.

Notícias