PUBLICIDADE
Topo

PF manda abrir o inquérito que vai apurar vazamento de dados de Bolsonaro

Presidente Jair Bolsonaro em Brasília - Reprodução
Presidente Jair Bolsonaro em Brasília Imagem: Reprodução
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

do UOL

Do UOL, em Brasília

02/06/2020 19h58

A Polícia Federal confirmou que a abertura de inquérito para apurar vazamento de dados do presidente Jair Bolsonaro já foi determinada. Mais cedo, o ministro da Justiça, André Mendonça, havia informado que pediria a apuração dos fatos.

Ainda não há um delegado designado para apurar o caso, mas, segundo fontes da PF, é possível que até amanhã o nome do responsável pelo caso seja definido.

Contas no Twitter supostamente pertencentes ao grupo hacker Anonymous Brasil publicaram ontem dados pessoais do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), familiares, ministros e aliados do governo federal. Os filhos do chefe do Executivo Carlos, Eduardo e Flávio, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tiveram seus dados divulgados pelo grupo. Além deles, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) foi atingido.

GSI vai apurar incidente

O diretor do Departamento de Segurança da Informação (DSI), general de Brigada Antônio Carlos de Oliveira Freitas, disse à coluna que o órgão, que é vinculado ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), cuidará do incidente em si. "Mas a investigação para saber quem vazou não é conosco; é caso de inteligência, policial", explicou.

Notícias