PUBLICIDADE
Topo

Governador de Nova York diz que polícia não fez seu trabalho durante protestos

02/06/2020 14h51

(Reuters) - O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, disse nesta terça-feira que a polícia da cidade de Nova York não cumpriu a tarefa de proteger o público de saques e outras atividades criminosas durante os protestos da noite anterior e que o prefeito da metrópole recusou ajuda da Guarda Nacional.

Cuomo também criticou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por sua reação aos protestos ocorridos em todo o país, dizendo que usou seu palanque para se concentrar predominantemente nos saqueadores para que "não tenha que falar do assassinato" de George Floyd.

O governador disse que o Departamento de Polícia da cidade de Nova York deveria estar mobilizando um contingente maior de seus 38 mil agentes para se contrapor aos saques e ao vandalismo, já que danos foram relatados na maior parte da cidade de 8 milhões de habitantes de segunda para terça-feira.

Cuomo também disse em uma coletiva de imprensa diária que acredita que o prefeito, Bill de Blasio, não se deu conta da enormidade dos tumultos.

"O Departamento de Polícia de Nova York e o prefeito não fizeram seu trabalho ontem à noite. Acredito que o prefeito subestima a extensão do problema."

(Por Nathan Layne em Wilton, Connecticut, e Maria Caspani em Nova York)

Notícias