PUBLICIDADE
Topo

Vulcão está "ativo" e Nova Zelândia lança missão de alto risco para recuperar corpos

12/12/2019 19h40

WHAKATANE (Reuters) - Uma equipe militar da Nova Zelândia pousou em uma ilha vulcânica na manhã de sexta-feira para recuperar os corpos de oito pessoas mortas em uma erupção nessa semana.

A polícia disse que a operação de alto risco estava progredindo bem, porém lentamente, por conta de um risco de uma nova erupção. 

White Island, localizada a cerca de 50 quilômetros da costa leste da Ilha Norte da Nova Zelândia ainda está cuspindo vapor e está "altamente volátil", disseram especialistas, acrescentando de que ele pode entrar em erupção a qualquer momento. 

"O vulcão está se comportando", disse o vice-comissário de polícia Mike Clement a jornalistas em Whakatane, acrescentando que a missão começou pouco depois das 6 da manhã no horário local, e que levaria grande parte da manhã. 

O clima, condição do mar e as condições na ilha eram boas, disse, mas a operação estava levando mais tempo que o esperado por conta do equipamento de proteção utilizado pela equipe de resgate. 

"Há muitas coisas que poderiam dar errado no plano, já que não controlamos todas as circunstâncias. Mas até aqui, o plano está se desdobrando como havíamos esperado", acrescentou. 

O vulcão, que é um destino popular para viagens de um dia, entrou em erupção na última segunda-feira, despejando cinzas e vapor por toda a ilha. O número de mortos é de oito, já que os que ainda estão na ilha são classificados oficialmente como desaparecidos até que sejam formalmente identificados. 

Mais de duas dezenas de pessoas com queimaduras graves estão sendo atendidas na Nova Zelândia e na Austrália.

Notícias