Topo

Ao menos 8 pessoas morrem em protesto pró-Evo Morales

16/11/2019 13h48

LA PAZ, 16 NOV (ANSA) - Ao menos oito pessoas morreram e 115 ficaram feridas em confrontos entre manifestantes pró-Evo Morales e as forças de segurança na cidade de Sacaba, departamento de Cochabamba, no centro da Bolívia.   

A maior parte das vítimas morreu devido a disparos de armas de fogo. Milhares de apoiadores de Evo, sobretudo camponeses indígenas, haviam se reunido em Sacaba na sexta-feira (15) e protestavam de forma pacífica.   

Os confrontos começaram quando um grupo tentou atravessar um bloqueio militar no caminho para Cochabamba, já palco de embates entre apoiadores e críticos de Evo.   

"A ditadura de Jeanine Áñez e os golpistas [Carlos] Mesa e [Luis Fernando] Camacho gozam da cumplicidade de ex-defensores do povo para massacrar o povo humilde que marcha pacificamente pelo retorno da democracia", disse o ex-presidente, que recebeu asilo no México.   

"O uniforme das instituições da pátria não pode se manchar com o sangue do nosso povo", acrescentou. Evo renunciou ao cargo há uma semana, após a Organização dos Estados Americanos (OEA) ter apontado fraude na eleição de 20 de outubro.   

O ex-mandatário chegou a convocar um novo pleito, mas não resistiu às pressões das Forças Armadas e da Polícia. Em uma sessão parlamentar sem quórum, a segunda vice-presidente do Senado, Jeanine Áñez, se autoproclamou chefe de Estado interina e prometeu marcar eleições. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias