Topo

Espanha começará a tirar cercas com arame farpado em fronteiras com Marrocos

Jesus Blasco de Avellaneda - 3.abr.2014/Reuters
Imagem: Jesus Blasco de Avellaneda - 3.abr.2014/Reuters

Em Madri (Espanha)

15/11/2019 15h01

A Espanha começará, antes do fim deste mês, a retirar as cercas com arame farpado que estão instaladas nas fronteiras das cidades de Ceuta e Melilla, com o território do Marrocos, segundo informou nesta sexta-feira o Ministério do Interior do país europeu.

A previsão é que as obras durem dez meses, em que as barreiras serão trocadas por elementos considerados mais seguros e menos agressivos.

A medida indica a aplicação de um plano de modernização das fronteiras das duas cidades, que foi aprovado em janeiro deste ano pelo governo do presidente Pedro Sánchez.

A retirada das cercas era uma antiga reivindicação de organizações humanitárias, que as consideravam perigosas e ineficazes, já que não desencorajam os imigrantes a tentarem passar para o lado espanhol.

A previsão é que o plano de modernização receba investimento de 32 milhões de euros (R$ 147,2 milhões). O projeto visa instalar equipamento mais moderno e sistemas de prevenção menos lesivos para os imigrantes.

Notícias